DOL Carajás
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
DILÚVIO

Marabá amanhece debaixo de chuva torrencial e ruas alagadas

Instituto Nacional de Metereologia, Inmet, já havia emitido um alerta na tarde desta terça (7) informando "Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia"

quarta-feira, 08/12/2021, 09:27 - Atualizado em 08/12/2021, 14:44 - Autor: Michel Garcia

Google News

Avenida Nagib Mutran no núcleo Cidade Nova totalmente alagada
Avenida Nagib Mutran no núcleo Cidade Nova totalmente alagada | Reprodução

Um verdadeiro dilúvio caiu na madrugada desta quarta-feira (8) e se intensificou a partir das 6h da manhã em Marabá no sudeste paraense. A intensidade da chuva foi tanta que alagou ruas, avenidas e os bairros mais periféricos, que são de baixo relevo, amanheceram praticamente debaixo d'água.

O Instituto Nacional de Metereologia, Inmet, já havia emitido um alerta na tarde desta terça (7) informando "Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Risco de corte de energia elétrica,  queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas". 

No núcleo Cidade Nova na avenida Nagib Mutran a água cobriu toda o local. Logo na entrada às proximidades do posto do Bolinha a água cobriu tudo. Nos bairros Laranjeiras e Liberdade a situação não era diferente, água cobrindo praticamente todas as ruas. Com os veículos passando, era possível ver a profundidade da água cobrindo tudo.

 

Na marginal da Transamazônica, próximo a Equatorial, uma lagoa se formou impedindo motoristas de seguir caminho
Na marginal da Transamazônica, próximo a Equatorial, uma lagoa se formou impedindo motoristas de seguir caminho | Michel Garcia
 

Na Nova Marabá a situação também não foi diferente. Muita chuva e ruas debaixo d'água. Apesar das galerias de coleta de águas pluviais, a chuva era tão forte que não foram capazes de suportar a vazão. Na rodovia Transamazônica (BR-230) a força da chuva forçava os motoristas a andarem devagar e a usar o limpador de pára-brisa no máximo.

Veja também:

Dezembro será de muita chuva para a região de Carajás

Carro com família cai no mar durante passeio de balsa

Vereador e amigo continuam desaparecidos após naufrágio

O mês de dezembro promete ser de muita chuva para as regiões sul e sudeste do estado. Este é o início do período popularmente conhecido como inverno amazônico, que irá apresentar distribuição de chuvas com características semelhantes às ocorridas em novembro, com os maiores volumes de chuva concentrados na porção sul e com redução gradativa em direção aos municípios da faixa norte do Pará.

 

DOL CARAJÁS
 

De acordo com boletim de previsão climático, divulgado no início do mês (2) pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas), a tendência é de chuvas acima do normal na Região Metropolitana de Belém (RMB), na Calha Norte, no Baixo Amazonas e em partes do Nordeste e Sudoeste do Pará. No restante do estado deve chover dentro da normalidade.

Os maiores volumes de chuvas estão se concentrando na porção sul do Pará, entre os municípios de Itaituba até Parauapebas e demais situados ao sul destes, com acumulados variando entre 200 e 400 mm/mês e mínimos entre 150 e 300 mm/mês.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)