DOL Carajás
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
CHEIA EM MARABÁ

Mais de 500 famílias já foram atendidas pela Defesa Civil

De acordo com o Boletim da Defesa Civil em Marabá, 565 famílias já foram atendidas, das quais 248 estão nos abrigos da Prefeitura e 317 estão alojadas em casa de familiares

quinta-feira, 06/01/2022, 11:31 - Atualizado em 07/01/2022, 09:52 - Autor: DOL Carajás com informações de Ascom Marabá

Google News

Nesta quinta-feira (06), o nível do Rio Tocantins atingiu em 11,68 metros acima do leito normal
Nesta quinta-feira (06), o nível do Rio Tocantins atingiu em 11,68 metros acima do leito normal | Naldinho Fontenele via Drone

Por dois dias consecutivos Marabá apresentou uma pausa no período chuvoso. Nestas quarta e quinta-feira, a cidade amanheceu e passou praticamente todo o dia com sol, apenas com algumas nuvens dando o tom de nublado. Entretanto, esse período deve ser quebrado ainda nesta sexta-feira (7). A previsão do tempo é "nublado com pancadas de chuvas e trovoadas isoladas", segundo o Instituto Nacional de Metereologia. 

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Semas, já havia divulgado que o mês de janeiro de 2022 seria de chuva para a região. De acordo com a análise da previsão da Semas, grande parte do estado do Pará apresenta possibilidade para chuvas acima do normal, principalmente sobre a RMB, leste do Marajó, extremo noroeste da Calha Norte e parte do Sudeste e Sudoeste paraense. 

No extremo Sul do Estado, a previsão indica chuvas dentro da normalidade. A climatologia máxima prevê que sobre a porção norte do sudeste espera-se entre 300 a 400 mm/mês de chuva para o mês de janeiro. Apenas para alguns municípios localizados no extremo Sudeste o volume de chuvas podem alcançar os menores valores, mínimo de 75 mm no mês de janeiro.

 

Atualmente há 10 abrigos oficiais construídos pela Defesa Civil e Secretaria de Obras
Atualmente há 10 abrigos oficiais construídos pela Defesa Civil e Secretaria de Obras | Divulgação PMM
 

Nesta quinta-feira (06), o nível do Rio Tocantins atingiu em 11,68 metros acima do leito normal, uma elevação de 02 centímetros nas últimas 12 horas. De acordo com o Boletim da Defesa Civil, 565 famílias já foram atendidas, das quais 248 estão nos abrigos da Prefeitura e 317 estão alojadas em casa de familiares. 

A nova previsão está um pouco menor do que a anteriormente divulgada pela Eletronorte, de que nesta sexta-feira (7) o nível do rio chegaria a 13 metros. A nova previsão é de 11,95 metros para o nível do rio Tocantins.

Veja também!

Gabinete de crise é criado para gerenciar cheias em Marabá

Cerca de 100 famílias devem ser atingidas em Tucuruí

Após a reunião da criação do gabinete de crise, o vice-prefeito de Marabá Luciano Dias, mencionou sobre a nova previsão divulgada nesta quarta-feira (5) sobre a subida do nível do rio Tocantins para esta sexta-feira (7), antes prevista para 13,25 metros. "A Eletronorte reformulou essa previsão de subida do rio, realmente era exagerada a informação que ela nos passou, enfim retomamos a construção de abrigos na Marabá Pioneira, serão 80 abrigos que serão construídos para da famílias", declarou Luciano Dias.

ABRIGOS

Atualmente há 10 abrigos oficiais construídos pela Defesa Civil e Secretaria de Obras. São eles: um frente a Obra Kolping, outro na Avenida Sororó, ambos no núcleo Cidade Nova, um no bairro São Félix, três na Nova Marabá (Folhas 14, 31 e 32), e mais três na Marabá Pioneira, na Praça Paulo Marabá, na antiga Borges Informática e 05 de abril. Há três abrigos não oficiais, sendo dois no bairro Santa Rosa e um na Rua das Cacimbas.

Para esta quinta (06) estão previstas 227 mudanças de famílias atingidas pelas cheias dos rios. O transporte está sendo feito por 20 caminhões, sendo 10 do Exército e 10 da Defesa Civil.

Equipes da Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) fazem o cadastramento das famílias para acolhimento com atendimento médico, distribuição de kits de higiene pessoal, cestas básicas, colchões e água potável.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)