plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 29°
cotação atual R$


home
EMBOSCADA

Policial é executado dentro de ônibus no Sudeste do Pará

Vítima seguia para Belém, quando o ônibus foi interceptado na madrugada deste domingo (10), na PA-150

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Policial é executado dentro de ônibus no Sudeste do Pará camera Policial seguia para Belém | Reprodução

Um policial federal foi executado na madrugada deste domingo (10), enquanto seguia em um ônibus interestadual, que foi interceptado por criminosos armados, no sudeste do Pará.

A vítima foi identificada como Ramon Santos Costa, de 33 anos. Ele chegou a ser socorrido, mas já estava em óbito. O veículo saiu de Palmas, no Tocantins e tinha como destino Belém.

O policial federal foi identificado como Ramon Santos Costa, de 33 anos
📷 O policial federal foi identificado como Ramon Santos Costa, de 33 anos |Reprodução

O motorista do ônibus contou à polícia que por volta de 1 hora da madrugada deste domingo, no trecho entre Jacundá e Goianésia, percebeu uma barricada no meio da estrada.

Com isso, ele foi obrigado a diminuiu a velocidade, momento em que dois homens encapuzados saíram do mato, sendo que um de cada lado, vindo um pela esquerda e outro pela direita e o abordaram.

Um dos bandidos apontou uma arma de fogo para o motorista e anunciou o assalto. Ao abordar o profissional, um dos bandidos chegou a perguntar se havia policiais no interior do veículo. Em seguida, o bandido ordenou que a porta fosse aberta, no que foi obedecida.

O veículo andou por cerca de 50 metros e seguiu para uma estrada de chão, onde um terceiro bandido encapuzado saiu de dentro do mato. Ao parar, um dos bandidos entrou na cabine com o motorista e o outro foi para o leito.

Logo depois foram ouvidos tiros. O bandido, então, passou a questionar o motorista, alegando que o profissional havia lhe enganado, pois tinha policial sim e que tinha atirado em seu parceiro.

O bandido que estava com o motorista olhou pela fresta da porta da cabine e atirou no policial, afirmando que este tinha atirado em seu parceiro. Nervoso, o bandido pegou o microfone e falou com os passageiros que não queria machucar ninguém, mas se precisasse iria fazer.

Em seguida, o bandido mandou que o motorista voltasse a fechar a porta do ônibus e que desligasse os faróis e as luzes do interior do veículo. Após isso, ele desceu e deu um sinal de luz para que o motorista fosse embora, de ré, caso contrário iria atirar no veículo.

VEJA TAMBÉM:

Idoso é atropelado por empilhadeira enquanto fazia compras

Vídeo: Órgãos de segurança realizam blitz em Marabá

O motorista contou que seguiu a ordem dos bandidos e apenas escutava os gritos de dor do policial que havia levado os tiros. O veículo seguiu até Jacundá, momento em que ele percebeu que havia dois vidros quebrados um dentro (do leito) e um próximo a porta do lado de fora.

Após pedir ajuda em Jacundá para uma ambulância, o técnico de enfermagem afirmou que o policial já estava sem pulso e que já estava morto. Mesmo assim o motorista seguiu para o hospital municipal, onde foi confirmado que o policial realmente já se encontrava sem vida. Por esse motivo, o corpo não foi retirado do veículo.

Os bandidos ainda levaram o celular do motorista e R$ 50 em dinheiro. O ônibus viajava com 12 passageiros. O caso está sendo acompanhado pela Polícia Civil.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Polícia

    Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

    Últimas Notícias