DOL Carajás
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
NA RODOVIA PA-150

Condenado viola tornozeleira e é preso dentro de van

Homem não poderia sair da cidade de origem mas foi flagrado dentro de van tentando ir para outra cidade

segunda-feira, 09/05/2022, 09:47 - Atualizado em 09/05/2022, 10:06 - Autor: DOL Carajás com informações de Antônio Barroso

Google News

Paulo Victor Lima Soares viajava em uma van rumo a capital paraense
Paulo Victor Lima Soares viajava em uma van rumo a capital paraense | Divulgação

A tornozeleira eletrônica é um equipamento utilizado pela justiça para monitorar os passos de uma pessoa que esteja sendo processada criminalmente ou esteja cumprindo pena. A tornozeleira eletrônica funciona por meio do sistema de GPS. O aparelho calcula em tempo real a localização geográfica da pessoa e a envia para a Central de Monitoramento.

O monitoramento não para em nenhum momento, ele acontece 24 horas por dia e durante os sete dias da semana. Se o indivíduo sair do perímetro permitido, o sistema de monitoramento sinaliza e o setor encarregado pela monitoração é acionado imediatamente.

A unidade do 56º Pelotão da Polícia Militar no Distrito de Palmares capturou um homem prisional suspeito de violar a tornozeleira eletrônica e fugir do município determinado pela Justiça. Paulo Victor Lima Soares viajava em uma van rumo a capital paraense na última sexta-feira (6).

Veja também!

Transexual é morta com cinco tiros em Parauapebas

Secretaria da Fazenda apreende gado em pé sem nota fiscal

Cantor sertanejo e mais 5 morrem em acidente de ônibus

Uma denúncia anônima informava que havia um passageiro no interior do veículo com uma tornozeleira eletrônica e o mesmo passaria pelo Distrito de Palmares, a 60 quilômetros da sede de Tailândia, na região nordeste paraense. Paulo saiu de Tailândia com destino a outra cidade do nordeste do Pará.

Antes de o veículo chegar ao terminal rodoviário da cidade, a guarnição policial abordou o carro na rodovia estadual PA-150. Paulo confidenciou aos agentes que não estava autorizado a deixar a cidade de Tailândia. Consultado pelos policiais, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio da Central Integrada de Monitoração Eletrônica (Cime) informou que o equipamento eletrônico estava violado. Paulo foi conduzido à Delegacia de Tailândia e colocado à disposição da Justiça.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)