plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
DESAPARECIMENTO DE FLÁVIA

Mulher de tatuador é presa acusada de envolvimento no crime

A esposa do tatuador também foi presa na tarde desta quinta-feira (25), em Tucuruí, sudeste do estado

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Mulher de tatuador é presa acusada de envolvimento no crime camera Deidyelle de Oliveira e Will Sousa acusados de envolvimento no desaparecimento de Flávia Alves | Reprodução

Deidyelle de Oliveira Alves, esposa do tatuador Willian Araújo Sousa, conhecido como Will Sousa, também foi presa pela Polícia Civil na tarde desta quinta-feira (25). A mulher estava em Tucuruí, sudeste do estado.

Ela e o marido são suspeitos de estarem envolvidos no desaparecimento da tatuadora de Marabá Flávia Alves Bezerra, de 25 anos. A jovem foi vista pela última vez no dia 15 deste mês, após sair de um bar na companhia de Will Sousa.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher teve a prisão temporária decretada por auxiliar na ocultação do paradeiro de Flávia Alves. “Os elementos de informações que foram levantados apontam que ela auxiliou o autor na ocultação do paradeiro da Flávia”, disse o superintendente de Polícia Civil, delegado Vinícius Cardoso das Neves.

Deidyelle de Oliveira foi presa na tarde desta quinta-feira
📷 Deidyelle de Oliveira foi presa na tarde desta quinta-feira |Reprodução

CONTEÚDO RELACIONADO:

PRISÃO

“Após investigações de campo, técnicas e ferramentas tecnológicas, a Polícia Civil levantou informações suficientes para que fosse decretada a prisão dos suspeitos”, informou o delegado Vinícius Cardoso das Neves.

Will Sousa estava sendo monitorado e foi preso na Folha 32, na Nova Marabá. O veículo do tatuador também foi apreendido durante a operação para fins periciais. Ele foi encaminhado para exame de corpo de delito na sede da Polícia Científica do Pará. Enquanto, que a mulher dele foi presa por uma equipe da Polícia Civil em Tucuruí.

Deidyelle de Oliveira Alves teria ajudado o marido na ocultação do paradeiro de Flávia
📷 Deidyelle de Oliveira Alves teria ajudado o marido na ocultação do paradeiro de Flávia |Reprodução

ROTA

Sobre o paradeiro de Flávia, o delegado informou que a polícia tem meios e ferramentas tecnológicas para traçar a rota que foi adotada tanto pelo suspeito quanto pela vítima no dia do desaparecimento. Com base nesses elementos técnicos, a polícia está delimitando um perímetro de busca.

ELEMENTO CENTRAL

Delegado Vinícius explicou ainda que o tatuador é um elemento central dessa investigação, uma vez que ele foi a última pessoa que foi vista com a Flávia. No primeiro depoimento dele, ele alegou não se lembrar de nada. “Ele é um elemento central, ele já foi ouvido na condição de testemunha inicialmente, agora ele está sendo interrogado na condição de presença do suspeito”.

O advogado que representa a família de Flávia, Diego Sousa, externou gratidão ao trabalho realizado pela Polícia Civil. “A gente sabe que não é um trabalho fácil, que é um trabalho que demanda paciência e muito mais pessoas. E a família se sente um pouco aliviada por ter chegado à prisão do principal suspeito do desaparecimento da Flávia”, disse.

Ele disse ainda que com a captura do suspeito, a Polícia Civil vai ter mais elementos de busca para que possa ser encontrada Flávia. “Antes disso, a família já estava fazendo buscas por conta da localização da parede celular dela, nos possíveis locais que ela apareceu. Mas com reforço da Polícia Civil e com a tecnologia que vai ser empregada, esperamos em Deus que isso possa acontecer em breve”, disse o advogado.

Veículo do tatuador passou por perícia na tarde desta quinta-feira (25)
📷 Veículo do tatuador passou por perícia na tarde desta quinta-feira (25) |Reprodução

O CASO

Flávia Alves Bezerra saiu no último dia 14, à noite, com uma prima para um bar no Núcleo Cidade Nova. Lá casualmente, ela se deparou com o Will Sousa, onde passaram a consumir bebida alcoólica juntos.

Por volta de 2h, eles se dirigiram para um outro bar na Nova Marabá e lá permaneceram até amanhecer o dia de segunda-feira (15), por volta de 6h30 e 7h.

Flávia saiu com o suspeito no próprio veículo dele e desde então não foi mais vista. Na noite de quarta-feira (17), a família procurou o plantão policial para noticiar esse desaparecimento.

“A partir daí a Polícia Civil começou a investigar. Várias pessoas foram ouvidas, inclusive inicialmente o próprio suspeito, provas foram constituídas, trabalho técnico de ferramentas tecnológicas foi realizado para se angariar provas, que culminaram nessa prisão”, explicou o delegado, acrescentando que a investigação continua.

As imagens de câmeras de segurança da via pública e de locais em que eles possivelmente estiveram os envolvidos, auxiliou sobremaneira na investigação.

VEJA VÍDEO DO MOMENTO DA PRISÃO DO TATUADOR!

DOL CARAJÁS

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Polícia

    Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

    Últimas Notícias