Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
OPORTUNIDADE

TCE determina novo concurso do Igeprev; salário até 4,2 mil

O novo concurso é para que se realize o preenchimento de 21 cargos vagos

sábado, 26/06/2021, 19:57 - Atualizado em 26/06/2021, 19:56 - Autor: Fonte: JC Concursos


Candidatos devem ficar atentos aos requisitos
Candidatos devem ficar atentos aos requisitos | Agência Pará

Os concurseiros já estão aquecendo para um possível novo certame público no Pará, e tem de ser assim até porque é um daqueles bem concorrido.

O Tribunal de Contas do Pará determinou a realização de um novo concurso do Instituto de Gestação Previdenciária do Pará (Igeprev PA).

O documento foi publicado no Diário Oficial do Pará. Formulado pelo Ministério de Contas do TCE, que constatou indícios de irregularidades no pagamento de benefícios previdenciários.

Banco do Brasil abre edital com 4.480 vagas no Pará e Brasil

Novo concurso do Exército tem salários de até R$ 8,9 mil

O novo concurso é para que se realize o preenchimento de cargos vagos, sem prejuízo das medidas preventivas em razão da pandemia do novo coronavírus.

O concurso público foi solicitado em março pelo Instituto Previdenciário à Secretaria de Planejamento e Administração do Pará. A seleção seria para prover 21 vagas para nível médio e superior.

Além disso, as carreiras ofertadas seriam: Técnico Previdenciário, Técnico em Administração e Finanças, Analista de Investimento e Assistente Administrativo.

Os salários iniciais dos aprovados no concurso seriam de R$ 3.266,84 a R$ 4.245,29 a depender do cargo escolhido, com jornada de trabalho de 40h semanais.

Requisitos do concurso Igeprev PA

Em primeiro lugar, para ingresso em algum dos cargos que poderão ser ofertados, é preciso que o candidato cumpra os requisitos básicos abaixo:

Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa;

Idade mínima de 18 anos na data da posse;

Estar em dias com as obrigações militares (se for homem) e eleitorais;

Possuir pleno gozo dos direitos políticos;

Ser apto, física e mentalmente, para o exercício do cargo;

Não haver sido condenado criminalmente por sentença judicial transitada em julgado.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS