Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
O QUE MUDOU?

Vídeo compara confronto de homofobia em versões de Pantanal

Palavras usadas nos anos 90 foram retiradas da nova versão

quinta-feira, 21/04/2022, 09:57 - Atualizado em 21/04/2022, 09:57 - Autor: Com informações do UOL

Google News

Personagem Guta dos anos 1990 e a versão atual, com Julia Dalavia
Personagem Guta dos anos 1990 e a versão atual, com Julia Dalavia | Reprodução

O remake de Pantanal, novela de Benedito Ruy Barbosa na nova adaptação do neto Bruno Lucero depois de 32 anos trouxe uma nova linguagem, mais leve ao roteiro. Até palavras consideradas preconceituosas e homofóbicas foram tiradas das falas de alguns personagens.

Vivendo romance, atores de Pantanal curtem jantar

O diálogo contra o personagem Juventino, depois de enfrentar uma diferença cultural com o pai José Leôncio e alguns empregados da fazenda na versão original, sendo reprimido pela forma de viver a vida e até mesmo de sentar de pernas unidas foi alterado na nova versão.

Outro diálogo que chamou bastante atenção do público foi entre a personagem Guta e o pai, o vilão Tenório, Na primeira versão de 1990, a atriz Luciene Adami, indaga o pai, interpretado por Antônio Petrin, sobre o que ele faria caso ela fosse “sapatão”, pouco após comentários homofóbicos feitos por ele.

Já na nova versão de 2022, com Guta personificada por Julia Dalavia, o termo foi substituído por “lésbica”, além de adicionar comentários conscientizados da personagem sobre dados de casos no país, em uma cena adicional com a mãe.

Telespectadores no Twitter resgataram a cena original e uniu com a versão recente fazendo a comparação das falas utilizadas pelas personagens.

Veja o vídeo


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS