De acordo com os especialistas, o uso frequente e prolongado da erva cannabis, conhecida popularmente como maconha, pode levar algumas pessoas a desenvolver a síndrome de hiperemese canabinoide, que ocorre devido a ação do THC no cérebro e isso pode desenvolver perda da memória, comportamentos violentos ou esquizofrenia podendo levar a morte súbita. Neste caso o paciente precisará de atendimento de emergência.

No inicio da manhã de terça-feira (28), o cantor e apresentador João Gordo, de 58 anos, preocupou os fãs e seguidores ao ser internado em um hospital particular de São Paulo. O comunicador publicou uma foto fazendo nebulização na unidade de saúde para tranquilizar os fãs explicando que foi internado devido ao excesso no consumo de maconha.

“Quilômetros de cigarro e montanha de maconha, alguns passam ileso, outros não. Pulmãozinho veio de guerra”, escreveu ele na legenda do post.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO DO CANTOR:

Na sequência, os amigos de João Gordo pediram que ele se cuide: “Queridão, segura mais essa. Não é gripezinha mesmo! Mas vai passar! Melhoras!”, disse Astrid Fontenelle.

“A gente forçou a barra, mas ela não quebrou. Se cuida, meu amigo. Abração”, comentou o músico e ex-MTV, Luiz Thunderbird.

Vale lembrar que o artista tem um histórico de doenças respiratórias. Em 2000, Gordo passou 22 dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Já em 2001 voltou a ser internado em decorrência de uma disritmia no coração, e ficou hospitalizado por cinco dias.

João Gordo posta foto fazendo nebulização e explica motivo: 'Montanha de maconha'. Foto: Reprodução/ Instagram

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS