Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Contos do Mato vol.2

Terror e folclore se misturam na Amazônia

Artistas amazonenses reúnem seus quadrinhos na segunda edição de Contos do Mato, misturando o folclore ao terror urbano.

terça-feira, 21/09/2021, 10:47 - Atualizado em 21/09/2021, 10:47 - Autor: Emerson Coe


Imagem ilustrativa da notícia Terror e folclore se misturam na Amazônia
| Divulgação

Desde de 2010 e efervescente cena manauense dos quadrinhos vem nos brindando com obras incríveis, mesmo com o desafio enfrentados pela pandemia do Novo Coronavírus os artistas não esmorecem e continuam ativos mesmo sem os eventos presenciais tão importantes para o cenário brasileiro de HQs.

Nesse cenário surge a coletânea de quadrinhos de terror amazônico Contos do Mato , e que agora em 2021 lança o seu segundo volume.

Inspirada em clássicos de terror como os livros de Stephen King, a série televisiva de temática sobrenatural e cósmica Twilight Zone, Contos do Mato tem como objetivo trazer o folclore amazônico para a Cultura Pop, reavivando o imaginário caboclo nas mentes das novas gerações, principalmente na Amazônia Urbana, que acaba por esquecer que descende de caboclos que nasceram e cresceram de frente para o rio e em meio à uma floresta rica em fauna, flora e mistérios.

 
| Divulgação

 

O quadrinho físico  será lançado agora no final de setembro de 2021 em uma LIVE em sua rede social, a equipe também promove postagens para levar ao público mais informações sobre os processos criativos por trás da criação, montagem, viabilização e publicação de uma revista em quadrinhos. Esse conteúdo pode ser acompanhado no instagram.

Idealizada e organizada pelo quadrinista e ilustrador Gusmão, a coletânea conta também com roteiros e Ilustrações de Rogério Mascarenhas (Romahs), Rafaela Pimentel, Lorenna Souza, Levi Gama, Valdo Alves, Lee Yami, Sarah Farias, Nilberto Jorge, Marcio Cruz e João Vicente, com arte de capa de Malu Menezes e revisão de Luiz Andrade, direção editorial do estudio Ilustrama (@ilustrama.am).

O projeto foi possibilitado através do Edital Prêmio Lei Aldir Blanc, promovido anualmente pela Secretaria de cultura do Amazonas. No ano de 2020, devido à pandemia, o edital recebeu suplementação de verba advinda da lei Aldir Blanc, iniciativa do Governo Federal viabilizada pelo Ministério do Turismo e Secretaria de Cultura - SECULT.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS