Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Carimbó & HQ

Pará é destaque na Bienal dos Quadrinhos

Destaque para o encontro entre Gidalti Jr., quadrinista vencedor do Prêmio Jabuti por "Castanha do Pará", e Felipe Cordeiro, pioneiro da mistura entre ritmos amazônicos e o pop.

sexta-feira, 01/10/2021, 15:10 - Atualizado em 01/10/2021, 15:10 - Autor: Emerson Coe


Imagem ilustrativa da notícia Pará é destaque na Bienal dos Quadrinhos
| Divulgação

Começou hoje (01) a Bienal de Quadrinhos de Curitiba Tudo é virtual e gratuito, e acontece nas redes sociais do evento. A programação completa, que nesta edição contempla as relações entre música e quadrinhos e termina neste fim de semana com muito carimbó de Felipe Cordeiro  e papo com vencedor do prêmio Jabuti Gidalti Jr na palestras com artistas nacionais e internacionais neste fim de semana a palestra “É Brega”, que tem como pano de fundo “Brega Story”, graphic novel de Gidalti ambientada nos bastidores do universo do brega de Belém, terra do carimbó e da guitarrada, gêneros musicais dos mais expressivos do Brasil. Gidalti Jr. venceu o Prêmio Jabuti em 2017 por “Castanha do Pará” na categoria História em Quadrinhos. Já Felipe Cordeiro é pioneiro na fusão de estilos populares amazônicos com o pop. Com Arnaldo Antunes, Felipe compôs “Ela É Tarja Preta”, e a música “Problema Seu” foi eleita pela revista Rolling Stone Brasil a melhor canção de 2013. A palestra terá tradução simultânea em Libras.

A Bienal Online

Neste ano, a 6ª edição da Bienal de Quadrinhos, agora totalmente online, apresenta cinco meses de intensa programação cultural gratuita sobre o tema Música & Quadrinhos, com participação de cerca de 140 artistas nacionais e internacionais. Da residência artística ao lançamento de uma coletânea inédita com obras de Luiz Gê – homenageado da edição, há também uma feira de HQs online e a cocriação de obras e ações formativas voltadas ao público de cidades da região metropolitana de Curitiba.

Em novembro, a feira da Bienal de Quadrinhos, tradicional espaço de trocas, encontros e surpresas, ganha nesta edição um formato totalmente online, mas com as mesmas características que a consolidaram como um dos eventos mais aguardados da Bienal. Num ambiente virtual, haverá o compartilhamento de interesses na produção de HQs, exposição de artistas e editores, com interação em tempo real com o público. Serão 100 participantes selecionados pela curadoria da Bienal de Quadrinhos: Mitie Taketani, fundadora da Itiban Comic Shop; Vadeco Schettini, músico e produtor; e Fabio Zimbres, quadrinista e ilustrador. Ao todo serão 12 horas de programação, e uma festa online para celebrar o encerramento.

Comprovando seu compromisso com a formação cultural, a Bienal de Quadrinhos Online também irá promover uma oficina online de HQs. Desenvolvida pelo Instituto Caranguejo, a ação será especialmente direcionada para o público infanto-juvenil das escolas públicas, em articulação com as regionais de educação em Curitiba.

Em outubro, a Bienal Circula leva até Araucária e São José dos Pinhais atividades culturais de intercâmbio com quatro artistas locais (dois de cada cidade) e dois nacionais para a coprodução de uma obra coletiva. A ação será desenvolvida de forma online, por meio de encontros virtuais entre os artistas. As obras resultantes serão executadas em espaços públicos das cidades e o processo será registrado e disponibilizado nas redes sociais da Bienal.

No decorrer das ações, os 10 anos de vida da Bienal de Quadrinhos de Curitiba serão celebrados. Em novembro e dezembro, uma série de vídeos sobre todas as edições irá relembrar momentos importantes – e desvendar os segredos para que um evento gratuito de democratização da cultura tenha resistido e impactado tanta gente por tanto tempo.

Confira a programação completa aqui.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS