Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
OPORTUNIDADE

Festival Psica abre chamada para fotógrafos da periferia

São 10 vagas para artistas iniciantes experimentarem seu trabalho no evento, que trará nomes como Elza Soares & Renegado e Karol Conká

sexta-feira, 19/11/2021, 10:43 - Atualizado em 19/11/2021, 10:46 - Autor: Com informações de assessoria


Terão prioridade as pessoas pretas, mulheres e LGBTQIA+
Terão prioridade as pessoas pretas, mulheres e LGBTQIA+ | Bruno Carachesti

Celebrar artistas pretos, periféricos e amazônicos e dar oportunidades a talentos iniciantes são bandeiras levantadas pela nona edição do Festival Psica. Pensando nisso, a organização do evento abre chamada para inscrições de fotógrafos de bairros periféricos do Pará, com prioridade para pessoas pretas, mulheres e LGBTQIA+. Serão selecionados 10 fotógrafos que terão oportunidade de registrar shows de cantores de renome nacional, como Elza Soares & Renegado, Gigante Crocodilo Prime, Chico César e Karol Conká.

As inscrições são gratuitas e ficam abertas a partir do meio dia desta sexta (19) até o dia 26 de novembro. O Festival Psica 2021 tem patrocínio da Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Pará (Semear).

Os dez selecionados se juntarão ao time de registro fotográfico do Psica, coordenado pelo fotógrafo e pesquisador Tuyuka Lara, do qual já fazem parte os artistas Jerê Santos, Nay Jinknss, Samantha Calandrini, Carolynne Matos, Victor Peixe e Vitória Leona. “O objetivo dessa ação é que fotógrafos que estão no começo de trajetórias de trabalho possam ter a chance de atuar em um evento de grande porte como o Psica, onde eles terão acesso a artistas de nível nacional, em uma dinâmica intensa de trabalho”, explica Tuyuka que, junto a Nay Jinknss, assinou a curadoria da equipe.

Os escolhidos serão credenciados para fotografar livremente o Festival Psica, com entrada gratuita nos dois dias pagos do evento, e terão parte dos registros integrados ao arquivo da produtora. A equipe terá acesso às áreas comuns do festival, onde poderão experimentar sua linguagem e desenvolver sua criação a partir dos registros dos shows, em diálogo com os fotógrafos que fazem parte do time Psica. “É um campo amplo para se cobrir. A maioria desses artistas estará fazendo seu primeiro grande show após o abrandamento da pandemia. O desafio é captar a interação do público com os artistas”, detalha Tuyuka.

Nay Jinknss fotografa o Psica há três edições e lembra de um dos momentos mais marcantes que já teve na cobertura do festival: conhecer o rapper mineiro Djonga, na 8ª edição, em 2019. “Um artista preto e periférico. Quando tive a oportunidade de conhecer o Djonga, consegui ter mais força e gana para desenvolver o meu ativismo e acreditar que nós, enquanto artistas e corpos negros, precisamos nos fortalecer juntos. A fotografia me proporcionou isso”, conta. “Trazer pessoas pretas, periféricas, LGBTQIA+, para um espaço dessa proporção, é criar pontes de diálogo. Isso é o que diferencia o Psica dos outros festivais. Nos preocupamos, também, com a formação educacional, através da passabilidade para documentar os shows desse espaço”, completa.

A chamada faz parte da política de investir nos jovens talentos da periferia, um compromisso firmado pela Psica Produções. “A importância dessa ação é gigantesca, porque a gente tem dentro da periferia um número muito grande de artistas que acaba sendo esmagado por um sistema que não deixa com que a arte da periferia chegue em um evento desse tamanho. Então, a gente abre essa chamada para conhecer, cada vez mais, gente que vem de onde a gente, que faz esses shows, também vem, que é o contexto periférico”, pontua Jeft Dias, diretor do Festival Psica.

Para se inscrever, os fotógrafos precisam preencher um formulário digital disponível neste link, adicionando informações pessoais, link para portfólio e argumentando por que deseja fotografar o Festival Psica 2021. O material enviado pelos inscritos será analisado pelo time de fotografia do Psica e pela direção do evento. Qualquer pessoa que resida em um dos bairros periféricos da região metropolitana de Belém pode se inscrever. Os selecionados serão divulgados pelas redes sociais do festival.

O festival

Já considerado o maior Festival Psica da história, a nona edição do evento apresenta seis dias de programação com 42 shows que celebram a música preta brasileira, especialmente a afro amazônica. O evento será realizado entre os dias 14 e 19 de dezembro, no estacionamento do Shopping Bosque Grão-Pará, em Belém, com shows de Elza Soares & Renegado, Chico César, Karol Conká, Black Alien, Marina Sena, Tasha & Tracie, Potyguara Bardo, Nic Dias + Vandal, entre outros, que se dividem em três palcos, além da aparelhagem Gigante Crocodilo Prime, que será montada no evento com toda a estrutura. O Festival Psica 2021 tem patrocínio da Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Pará (Semear).

O Festival começa no dia 14 de dezembro com mesas, palestras e oficinas que compõem uma programação formativa direcionada para a juventude periférica da região metropolitana de Belém. No dia 17, a festa tem início com um dia gratuito de evento, em um local que ainda será confirmado pela produção. No sábado e domingo, dia 18 e 19 de dezembro, a programação faz morada no estacionamento do Shopping Bosque Grão-Pará, com três palcos e uma programação que começa 17h e vai até 04 da manhã.

Festival Psica abre chamada para fotógrafos periféricos

Inscrições: de 19 de novembro, às 12h, até 26 de novembro, às 23h59

Inscrições gratuitas (clique aqui para mais informações)

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS