Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
MÚSICA

Banda Gilsons abre show de Natiruts em Belém.

A apresentação será no dia 18 de março, na Assembleia Paraense

segunda-feira, 28/02/2022, 13:09 - Atualizado em 28/02/2022, 13:32 - Autor: (com informações da assessoria)

Google News

A capital paraense se prepara para receber, pela primeira vez, a banda de música popular brasileira Gilsons, no dia 18 de março.
A capital paraense se prepara para receber, pela primeira vez, a banda de música popular brasileira Gilsons, no dia 18 de março. | ( Reprodução )

A capital paraense se prepara para receber, pela primeira vez, a banda de música popular brasileira Gilsons, no dia 18 de março, que abre o show do consolidado grupo de reggae Natiruts. A apresentação, que será na Assembleia Paraense, tem o patrocínio da Devassa e do Boulevard Shopping Belém, e conta com o apoio da Rádio Unama. O evento é uma realização da Sonique Produções e MC Entretenimento.

O baixista da banda Natiruts, Luis Maurício, perdeu as contas do número de apresentações do Natiruts em Belém. Para ele, a atmosfera da cidade é única e isso ajuda com o que ele denominou de shows memoráveis. “Estamos ansiosos para apresentar o nosso novo show da Tour ‘Good Vibration’, o repertório está bem completo, um show longo onde tocaremos de tudo, das novas canções aos primeiros sucessos da banda”, afirma. 

DVD gravado em Belém vai homenagear Paulinha

Playlist: sambas enredos marcantes para curtir o Carnaval

Sobre o que o público pode esperar do show, Luis adianta: “Estamos com um show bem completo. A galera pode esperar de grandes hits até as músicas consideradas lado “B”, mas que os fãs sempre pedem”, antecipa. A banda vem com pouco tempo para a capital, mas já anseia também pela parte da culinária. “Desta vez será bem corrido. Mas vai dar tempo para desfrutar dessa culinária maravilhosa. Mas já tivemos a oportunidade de conhecer alguns lugares incríveis. O mercado do Ver-o-Peso, e todos os seus produtos amazônicos, as Docas, o centro histórico, muitos outros lugares”, destacou.

Com a agenda lotada desde o final de 2021, quando a banda retornou os trabalhos, Natiruts comemora a grande adesão às vacinas, o que permitiu novamente o contato frequente com o público. “Estávamos ansiosos para fazer o que mais gostamos, que é levar música e alegria para o povo. Graças a Deus e com muito trabalho ao longo desses 25 anos, somos uma banda consolidada no nosso segmento, com carreira internacional e inúmeros fãs pelo mundo. Esse ano, além do Brasil, passaremos com a tour pela América Latina, Europa e EUA. Esse trabalho carrega a energia positiva de sempre, que está no nosso DNA. Propagando sempre o amor, paz e esperança!”, concluiu.

Good Vibration

Com 25 anos de história, a banda de Brasília era good vibes bem antes que o termo virasse algo corrente no pop brasileiro – ainda nos anos 1990, ela fez a conexão pioneira do balanço revitalizante do reggae jamaicano com um Brasil cheio de ritmos envolventes e de belezas naturais. Essa é a combinação de riquezas artísticas que o cantor Alexandre Carlo e seus companheiros renovam agora com “Ela”, a faixa que saiu junto com o mais novo álbum do grupo, “Good Vibration – Vol 1.”.

Reggae romântico, muito brasileiro mas também meio latino e meio blues, “Ela” é o cartão de visitas do disco, e chega a bordo de um clipe estrelado pela atriz Débora Nascimento — em cenas filmadas no interior e no exterior do Museu Nacional de Brasília (famoso por suas curvas desenhadas pelo arquiteto Oscar Niemeyer). “‘Good Vibration’ é o mais colaborativo da nossa história. Como vocalista, eu queria utilizar mais meu lado de intérprete e também mostrar ao público alguns excelentes compositores de reggae que temos no país”, diz o vocalista, Alexandre Carlo.

“Conscientes do desastre governamental que nos assola, mesmo assim, não poderíamos deixar de sermos mais uma vez uma espécie de acalanto”, explica o cantor no Natiruts. “Poderíamos lançar esse disco em outro momento, mas decidimos falar agora de good vibrations, em oposição à falta de ética, de empatia, de organização e de responsabilidade do atual governo brasileiro. Pois sabemos que quem escuta Natiruts está esperando isso de nós!”, concluiu.

Dentre as nove canções do álbum, seis são inéditas, como “Rosas”, um reggae com traz uma pitada de tango e harmonias de bossa nova. A faixa s…

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS