Há 18 anos no mundo da música, o tecladista e produtor musical Rodrigo Camarão é um dos profissionais mais conhecidos na capital e já produziu muitos artistas regionais e nacionais durante essa trajetória.

Mais de 700 artistas já foram produzidos por ele com bem mais de mil singles no seguimento gospel e secular, envolvendo grandes gravadoras, dentre elas Som Livre, Universal Music, Graça Music e Sony Music no Pará, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina. 

“Em 18 anos de carreira profissional eu sinceramente parei de contar. Mas foram muitos artistas dentro e fora do Pará, dentre eles grandes festivais. A banda Nosso Tom é  uma grande realização pessoal, que além de grandes amigos, nunca tinha produzido um pagode na vida. A produção deles me abriu mais um leque que ainda não havia sido explorado na minha carreira”.

Camarão já produziu grande festivais nacionais e até internacionais. Entre os destaques, o festival “Promessas”,  com público de mais de 30 mil pessoas onde fez a produção e direção musical do artista Jonas Vilar pela Som Livre, transmitido  para todo  o Brasil. Rodrigo conta que não esperava toda essa evolução e repercussão. 

“Anos atrás eu era só um fã comprando ingressos para assistir aos espetáculos do Trilogia [show que tinha Marhco Monteiro, Lucinnha Bastos e Nilson Chaves]. Anos depois, passei a ser o produtor musical da  Lucinnha Bastos e dos mais novos projetos de carreira como Ep Imaginação (após 10 anos sem gravar e foi bastante elogiado pela crítica) com participação no seu primeiro clipe (surreal), produção e direção musical do show Imaginação do lendário Theatro da Paz e produção e direção musical do show Lucinnha Bastos 47 anos de carreira no Margarida Schivasappa”, conta. 

Ele aproveita para citar os artistas participantes do The Voice, da Rede Globo, que produziu. Dentre eles, Afonso Capello, Rebeca Lindsay, Nirah Duarte, Renan Andrade, Bia Cantão é Bia Dourado, Alguns já consagrados na música paraense, como Rebeca Lindsay, que já possui mais de 15 anos de uma carreira de sucesso.

“Um musical que tem muito das minhas influências pessoais em parceria com a Artista Rebeca Lindsay que é o “Natural Lindsay” pelo Teatro Sesi onde realizei além da produção e direção musical, também a direção artística e teve bastante repercussão por ser um projeto áudio visual de época e com uma artista importante na cena musical popular da nossa música como a Rebeca”, cita. 

Para o produtor, ser eclético e passear pelos estilos musicais se deve a três momentos de influências. Camarão faz questão de destacar a direção musical da Live Sertaneja Solidária com Banda Baladeros, Thiago Costa, Karol Diva, entre outros, além da produção geral, roteiro e direção de cenas de Bia Cantão e a produção geral, roteiro e direção de cenas Sandro Aragão da música "Você quem quis". 

| ( Reprodução Instagram )

O INÍCIO

“Em primeiro lugar, meu pai que era músico antes de eu nascer e mesmo depois de ter seguido carreira em outro seguimento, manteve em casa instrumentos musicais para lazer e isso foi bastante importante para o meu interesse. Em segundo, quando entrei para uma igreja evangélica onde passei a exercer tudo o que eu aprendi em casa. E em último lugar, os grandes artistas da música dos anos 70, 80 e 90 como Stevie Wonder, Elton Jhon, Chicago, Toto, Eart Wind And Fire, Roupa Nova, Placa Luminosa, Rádio Taxi entre muitos outros. Sou bastante eclético, ouço de tudo para que eu possa em algum momento usar nas produções”, revelou. 

Ele promete muita novidade e diz que sua agenda está cheia até novembro com vários trabalhos envolvendo diversidade rítmica em diferentes seguimentos, como é o caso do “Tributo ao Epaminondas - Epa Sempre”, com nomes como Lia Sophia, Markinho Duran, Nilson Chaves, entre outros grandes, em um teatro importante de Belém. Camarão fará a direção musical do espetáculo.

“2022 já está repleto trabalhos de produção no studio sala da Pré assinados por mim com uma agenda montada até novembro desse ano onde, a intenção não são os números e sim, a importância e qualidade de cada produção enfatizando a diversidade rítmica em diferentes seguimentos. Além de todo ano ter o costume de abrir para projetos fora do estúdio com direção musical e artística. Esse projeto será na semana de uma data importante para os paraenses que é a semana do Círio com uma grande instituição de artes do Pará e envolvendo grandes nomes, além de já está escalado para a direção musical de projetos como 20 anos do grupo Nosso Tom, Show de lançamento do DVD de Marhco Monteiro e festival da música Paraense, que em breve será anunciado. “Aos trabalhos”, Camarão.

| ( Reprodução Instagram )

Serviço:

Instagram: @rocamarao
Email: rocamarao@gmail.com

Rodrigo Camarão é um dos produtores mais conhecidos na capital Foto: Reprodução/Instagram

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS