Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
NEM PRA CIMA, NEM PRA BAIXO

Corinthians tem aproveitamento razoável em casa

Timão fecha o ano com rendimento mediano após empate contra o Grêmio

segunda-feira, 06/12/2021, 18:24 - Atualizado em 06/12/2021, 18:24 - Autor: FOLHAPRESS


Chegou ao fim a temporada 2021 do Corinthians como mandante. De março até dezembro, o clube alvinegro fez 31 jogos na Neo Química Arena e conquistou 60,2% dos pontos disputados entre os compromissos no Campeonato Paulista, Copa Sul-Americana, Copa do Brasil e Brasileirão. Foi a segunda pior marca do clube do Parque São Jorge em seu estádio, inaugurado em 2014.

Comandado por Vagner Mancini, Fernando Lázaro e Sylvinho, o Corinthians conquistou 16 vitórias, empatou em oito oportunidades e foi derrotado sete vezes em Itaquera. O aproveitamento superou apenas os números da temporada passada, quando o time alvinegro registrou um aproveitamento de 57,1% dos pontos disputados em Itaquera.


Ao longo de 2021, o fator torcida fez diferença para os resultados do Corinthians em campo. Por conta da pandemia e a necessidade de atuar com os portões fechados, a equipe fez 23 partidas sem a presença de público e conquistou 49,% dos pontos, com nove vitórias, sete empates e sete derrotas.

A partir de outubro, quando o Governo de São Paulo liberou o retorno gradativo da torcida aos eventos esportivos, o aproveitamento do Corinthians disparou. Em oito partidas, os comandados de Sylvinho conseguiram sete vitórias e o empate de ontem (5), diante do Grêmio. Ao todo, com a Fiel presente nas arquibancadas, o Timão conseguiu mais de 90% dos pontos.

O melhor ano do Corinthians na Neo Química Arena foi 2015, quando a equipe conseguiu 80% de aproveitamento com 26 vitórias em 35 partidas disputadas em casa. Naquela temporada, sob o comando de Tite, o clube alvinegro conquistou o título do Campeonato Brasileiro.

*

O aproveitamento do Corinthians na Neo Química Arena:

2021 - 60,2%

2020 - 57,1%

2019 - 61,4%

2018 - 62,8%

2017 - 69,6%

2016 - 78,4%

2015 - 80%

2014 - 75,9%

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS