Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
ARMAS MATAM

Policial militar mata esposa com suposto tiro acidental 

Nicole Aparecido Paulino, de 23 anos, morreu ao ser atingida por um tiro acidental, enquanto seu marido, que é policial militar, preparava-se para trabalhar.

sábado, 07/08/2021, 10:00 - Atualizado em 07/08/2021, 10:00 - Autor: Fonte: IG

Google News

Nicole tinha apenas 23 anos.
Nicole tinha apenas 23 anos. | Reprodução Redes Sociais

Legalizadas ou não, armas trazem risco de acidentes, muitas vezes fatais. Acidentes que podem acontecer até mesmo com quem se julga preparado para ter uma dessas em casa.

Uma tragédia envolvendo um suposto acidente com uma arma chocou o bairro do Maracanã, na cidade paulista de Praia Grande. Um policial matou sua esposa, supostamente sem querer, ao manusear a sua pistola.

Nicole Aparecido Paulino, de 23 anos, morreu ao ser atingida por um tiro acidental, enquanto seu marido, que é policial militar, preparava-se para trabalhar. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. O disparo ocorreu por volta das 5h desta sexta-feira (6). O casal tem uma filha.

O soldado, ainda não identificado, atua no 45º Batalhão de Polícia Militar do Interior e, segundo sua corporação, tem um excelente comportamento. Após o disparo, o PM teria passado mal e ficado "bastante abalado", disse a polícia. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande.

 

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS