Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
BENEFÍCIO

Auxílio emergencial retroativo será pago aos pais solteiros

Cerca de 500 mil pessoas nessa situação e que são chefes de família têm direito aos valores que variam entre R$ 600 e R$ 3 mil

sexta-feira, 13/05/2022, 07:38 - Atualizado em 13/05/2022, 07:49 - Autor: Diego Monteiro/ Diário do Pará

Google News

Benefício será pago retroativamente a pais solteiros.
Benefício será pago retroativamente a pais solteiros. | Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O auxílio emergencial retroativo foi anunciado pelo Governo Federal, que irá liberar o pagamento aos pais solteiros chefes de famílias. Com o anúncio da liberação de novos valores no início do ano, resta pagar ainda um grupo que foi incluído tardiamente entre os aprovados agora em 2022.

Na primeira etapa de pagamento, realizada no dia 13 de janeiro deste ano, 823,4 mil pessoas foram beneficiadas com a decisão. Agora, faltam aproximadamente 500 mil cidadãos serem contemplados e o valor do depósito retroativo varia de R$ 600 a R$ 3 mil reais.

Vale Gás: veja se ainda tem direito e como sacar o benefício

A advogada Gabriela Rodrigues ressalta o motivo do pagamento estar sendo realizado apenas para este público. “Considerando os critérios pelos quais as mães solteiras foram contempladas no ano passado, os pais solteiros, na mesma condição, também terão o mesmo direito aos valores dobrados”, explicou.

 

Advogada Gabriela Rodrigues destaca que pagamento segue os mesmos critérios pelos quais as mães solteiras foram beneficiadas
Advogada Gabriela Rodrigues destaca que pagamento segue os mesmos critérios pelos quais as mães solteiras foram beneficiadas | Wagner Almeida / Diário do Pará
  

“Na época, especificamente entre abril e agosto de 2020, apenas mulheres provedoras de família recebiam o valor de R$ 1.200, os demais beneficiários ficaram apenas com o benefício de R$ 600. A decisão atual tem o objetivo de pagar esse retroativo e corrigir os efeitos da pandemia”, completou a advogada.

APTIDÃO

De acordo com a advogada Gabriela, estão aptos para receber o retroativo todos os homens que possuem CadÚnico como responsável familiar, sendo que um dos integrantes da residência precisa ser menor de 18 anos. Outro detalhe, esse pai precisa ter recebido Auxílio Emergencial entre os meses de abril a agosto de 2020.

Se o pai se encaixa nesses critérios, automaticamente tem direito ao recebimento do restante da parcela, exceto “quem se inscreveu e recebeu o benefício após agosto do ano passado, infelizmente não vai poder receber o dinheiro’’, pontua a advogada.

“Até agora, o governo não informou quando pagará esse grupo que ainda tem direito às parcelas extras. É importante ficar atento, pois as parcelas depositadas retornam aos cofres da União em 120 dias após o depósito, caso esta não seja movimentada”, acrescentou Gabriela.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS