Diário Online
Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
DIFICULDADES

Obra não é concluída e trapiche de Icoaraci fica submerso

Usuários sofrem com problemas há anos no local, mas essa semana a situação ficou bem pior. Empresa responsável pela obra foi notificada.

quarta-feira, 30/06/2021, 15:39 - Atualizado em 30/06/2021, 15:39 - Autor: Com informações do Wellington Junior


Local está embaixo d'água.
Local está embaixo d'água. | Reprodução

Usado bastante por barqueiros e passageiros de embarcações, as viagens feitas pelo flutuante do trapiche de Icoaraci precisaram ser suspensas.

Localizado no distrito de Belém, o local começou a ir para baixo d’agua há cerca de dois dias, mas nesta quarta-feira (30), o flutuante afundou com maior rapidez e precisou ser interditado. No momento, uma estrutura improvisada é usada até que os reparos no trapiche sejam concluídos.

No local tem uma balsa que que segura a passagem, porém, a água entrou na estrutura com facilidade, causando perigo e preocupação.

Como a Prefeitura de Belém interrompeu o percurso que era feito pelas lanchas no rio, barqueiros começaram a usar o local para tirar uma renda extra e fazer o trajeto cobrando.


Vale lembrar ainda que o trapiche é onde se embarca ou desembarca no trajeto entre Icoaraci e Cotijuba, viagens que têm um fluxo maior de pessoas no período de julho. Assim, é necessário um reparo urgente na área.  

Cerca de mil pessoas foram afetadas diretamente com essa interrupção.

A Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) disse que as medidas de reparos emergenciais do flutuante de Icoaraci já foram iniciadas

A população que usa o local já reclama há pelo menos 3 anos sobre as más condições do trapiche. A Seurb lembrou que no dia 30 de março foi realizada uma reunião com a empresa que realiza a obra, onde ficou estabelecido a conclusão dos serviços. Como não ocorreu, a em a empresa foi notificada pela própria secretaria no dia 21 de maio.

A Prefeitura de Belém também informou que a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) "está estudando uma forma segura de realizar o embarque e desembarque no trapiche de Icoaraci, após danificação do flutuante", enquanto a Seurb realiza os reparos emergenciais.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS