Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
RECONHECIMENTO

Sebrae premia educação empreendedora no Pará 

Etapa estadual da 2ª Edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora reconhece o trabalho de professores que valorizam o tema em suas aulas

quarta-feira, 15/12/2021, 15:26 - Atualizado em 15/12/2021, 15:25 - Autor: Redação

Google News

Premiados da segunda edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, etapa estadual
Premiados da segunda edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, etapa estadual | Celso Rodrigues

Na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PA), na sexta-feira (10), foi realizada a cerimônia de premiação da etapa estadual da 2ª Edição do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. O objetivo da homenagem é o reconhecimento e valorização da atuação de professores que tenham incluído o empreendedorismo em suas práticas educacionais. A premiação, que contou com a presença de autoridades e personalidades do setor educacional, teve como destaque o número expressivo de inscritos no Pará, que alcançou o primeiro lugar na Região Norte, com 42 inscritos, sendo o 4º Estado com o maior número de participantes em âmbito nacional. 

Ao todo, oito municípios foram representados entre projetos de professores finalistas do Pará: Belém, Ananindeua, Breves, Juruti, Tracuateua, Soure, Gurupá e Rondon do Pará. Na solenidade, todos os vencedores receberam troféus equivalente ao pódio do 1º ao 3º colocado por categoria, mas com os vencedores de cada uma delas recebendo uma bolsa integral para o MBA/EAD em Educação Empreendedora 5.0 da Escola Superior de Empreendedorismo, com carga horária de 360h.

Para a gerente de Unidade de Soluções e Inovação do Sebrae no Pará, Renata Batista, o reconhecimento é essencial. “A premiação faz parte da estratégia de um programa que já está sendo executado, chamado Programa Nacional de Educação Empreendedora, que tem como grande propósito desenvolver comportamentos empreendedores com estudantes a partir de práticas implementadas pelos professores”, explicou. “Que a educação empreendedora seja levada para todas as áreas”, destacou. 

MISSÃO 

A gestora estadual do Sebrae no Pará, Isabelle Eleres, dissertou sobre a necessidade de uma via alternativa na educação através dos serviços de informações, consultoria e atendimento do local. “Nós, enquanto Sebrae, temos por missão fomentar a cultura de empreendedorismo. Entendemos que é uma via alternativa que nos ajuda a desenvolver. É um tema transversal e só assim a gente contribui para um Brasil diferenciado, forte”, ponderou. 

Através de participação online, o diretor-superintendente do Sebrae/PA, Rubens Magno, referendou a opinião. “É motivo de muita felicidade, porque mostra a importância que se dá para a educação empreendedora, que é peça fundamental para o nosso ensino e rumos do nosso país. Que possamos endurecer cada vez mais essa veia empreendedora”, reiterou. 

PREMIADOS 

Nesta etapa estadual da premiação, cinco categorias fizeram parte do evento. 

Na categoria Ensino Fundamental - Anos Iniciais, que contou com oito finalistas e três premiados, o grande vencedor foi o professor Lídio Paz dos Santos, da Escola Municipal Antônio Moreira Rocha, do município de Juruti, com o projeto ‘Horta na Escola - Ambiente Ecoalfabetizador’. “Receber um prêmio do Sebrae representa o reconhecimento de um trabalho, não somente meu, mas de todos os meus colegas professores, tanto do município de Juruti quanto do nosso Estado, nosso Brasil”, disse o professor. 

Na categoria Ensino Fundamental - Anos Finais,  com três premiados em um total de nove finalistas, o vencedor foi o professor Anselmo Augusto Fernandes Costa, da Escola Estadual Tiradentes I, de Belém, com o projeto ‘Reusetech - Reutilizando Resíduos Sólidos Para a Educação Tecnológica.  

Na categoria Educação Profissional, bastante acirrada ao contar com quatro finalistas e três premiados, o primeiro lugar ficou com o projeto ‘Práticas Educacionais Aplicadas: Inovações Metodológicas para a Formação Empreendedora’, do professor Jordânio Silva Santos, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPA), Campus Belém. 

Na última categoria da 2ª edição da premiação, Ensino Superior, que contou com 13 finalistas e três premiados, o grande vencedor foi o professor Gustavo Passos Fortes, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Campus Rondon do Pará, com o projeto ‘Consultoria na Prática e Empreededorismo Pré-Consultores Unifesspa’. 

Somente a categoria Ensino Médio não obteve finalista e, consequentemente, vencedor, por não atingir a nota mínima de corte com base no critério da premiação. 

(inserir logo) 

SEBRAE

EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA 

Identificar e reconhecer as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil é o objetivo do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora, que chegou à sua segunda edição em 2021. 

A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora, promovido pelo Sebrae desde 2013 e que já impactou 7 milhões de estudantes, por meio da capacitação de 270 mil professores.

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS