plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 31°
cotação atual R$


home
BELÉM

Empreendedores LGBTQIA+ promovem feira de presentes

O evento ocorre nos próximos 23 e 24 deste mês, no Centro Cultural e Turístico Tancredo Neves (Centur)

Imagem ilustrativa da notícia Empreendedores LGBTQIA+ promovem feira de presentes camera O evento é realizado pela Organização Não Governamental (ONG) Arte Pela Vida | Reprodução

“Nós existimos, temos nossos espaços e somos empreendedores”. É nessa temática de protagonismo que será realizada a 8ª Feira de Empreendedores LGBTQIA+ do Estado do Pará, com o tema “Mimos Pra Mamãe”, alusivo ao Dia das Mães comemorado no segundo domingo de maio.

O evento ocorre nos próximos 23 e 24 deste mês, no Centro Cultural e Turístico Tancredo Neves (Centur), em Belém. O evento é realizado pela Organização Não Governamental (ONG) Arte Pela Vida, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Tire 15 dúvidas sobre o saque de até R$ 1.000 do FGTS 2022

De acordo com a organização, o evento tem o objetivo de estimular e fortalecer o empreendedorismo da comunidade LGBTQIA+. “As pessoas LGBTQIA+ sofrem o preconceito de acessar o mercado de trabalho formal e nem possuem apoio para que sejam empreendedores, mesmo muitas delas sendo talentosas. Então, a feira oferece essa oportunidade, para que essas pessoas possam mostrar que são grandes profissionais empreendedoras e que possam desconstruir o preconceito”, disse Davidson Porteglio, membro da ONG.

Por conta disso, a busca pela participação na 8ª Feira de Empreendedores LGBTQIA+ tem tido cada vez mais empreendedores entre os expositores do evento. “Teremos o número limite de 200 empreendedores inscritos na feira, onde vão ofertar variados serviços de produção artesanal e de boa qualidade como moda, arte, música, desfiles, tatuagens, entre outras coisas. A adesão foi positiva, que ainda conta com 49 pessoas na fila de espera para participar no evento”, completou Davidson Porteglio.

Entre todos os serviços ofertados pelos empreendedores, a organização estima que nos dois dias de feira sejam movimentados entre R$ 600 mil a R$ 700 mil. “Essa estimativa é diante da repercussão das edições passadas da feira, que os negócios feitos pelos empreendimentos dos participantes também foram positivos. Uma prova de que a nossa feira realmente mostra o poder de empregabilidade e de empreendedorismo do público LGBTQIA+”, completou Davidson.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Pará

Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

Últimas Notícias