Diário Online
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
VEJA O VÍDEO!

Pará: caçadores somem em aldeia e familiares fecham BR

Durante as buscas, familiares entraram na reserva e foram mantidos presos na aldeia pelos indígenas.

terça-feira, 26/04/2022, 15:56 - Atualizado em 26/04/2022, 21:11 - Autor: DOL

Google News

Cosmo Ribeiro de Sousa “Manel”, José Luis da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara estão desaparecidos.
Cosmo Ribeiro de Sousa “Manel”, José Luis da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara estão desaparecidos. | ( Reprodução )

O desaparecimento misterioso de um grupo de caçadores no município de Novo Repartimento, no Pará, mobilizou equipes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Policia Federal (PF) e do Corpo de Bombeiros desde a manhã desta terça-feira (26) em buscas dos desaparecidos, sendo três homens no total.

Segundo informações divulgadas pela imprensa, por volta das 14h do último domingo (24), três caçadores identificados como Cosmo Ribeiro de Sousa “Manel”, José Luis da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara estão desaparecidos.

Ainda de acordo com a fonte, Cosmo trabalha como vaqueiro de uma fazenda local. Eles saíram juntos para caçar nas proximidades da reserva indígena Parakanã, localizada à cerca de 30 km da sede do município e não retornaram.

Na manhã de segunda-feira (25), os familiares dos desaparecidos se mobilizaram para tentar localizá-los, mas durante as buscas na mata, encontraram apenas as motocicletas e pertences pessoais dos três homens. Ainda durante as buscas os parentes que estavam na reserva procurando os caçadores, foram mantidos em cárcere na “casa da Funai” pelo indígenas do local.

A esposa de uma dos caçadores e mais duas pessoas entraram em contato, via WhatsApp, para informar outros familiares que estavam presos na aldeia. Com a chegada das autoridades, o grupo foi liberado.

Desde então, familiares, Polícia Federal, Bombeiros e indígenas iniciaram as buscas na região. Até o momento os três caçadores não foram encontrados.

PROTESTO

Sem respostas, populares começam a se mobilizarem para fechar a BR-230 Transamazônica, trecho entre Novo Repartimento e Marabá.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, populares aparecem dando início ao fechamento da rodovia, usando galho de árvores e pedaços de madeira.

VEJA O VÍDEO:

    

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
MAISACESSADAS