plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 27°
cotação atual R$


home
ENEM 2023

Hora da verdade! Mais de 220 mil paraenses farão hoje o Enem

Primeira parte da maratona do exame ocorre neste domingo e professores dizem que o importante é manter a tranquilidade

Imagem ilustrativa da notícia Hora da verdade! Mais de 220 mil paraenses farão hoje o Enem camera Estudantes na reta final de preparação para o Enem | (Foto: Celso Rodrigues/Dário do Pará)

Chegou o momento mais esperado pelos mais de 220 mil candidatos do estado do Pará inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio de 2023. O primeiro dia de provas da maratona ocorre hoje (5) para que milhares de pessoas testem os seus conhecimentos na disputa por vagas em universidades de todo o país. Além de avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica, o Enem é uma das principais portas de acesso ao ensino superior no Brasil.

Boa parte desses candidatos investiu em uma longa jornada de preparação e, por isso, é natural apresentar um certo nervosismo e ansiedade para fazer uma prova que pode garantir uma futura carreira profissional. No Colégio Acrópole, em Belém, na reta final, a equipe de professores buscou passar segurança para os alunos e trabalhar com a proposta de interdisciplinaridade do Enem, que consiste na conexão entre as diversas áreas do conhecimento cobradas no exame, conforme ressaltou a professora de redação e língua portuguesa, Maria Alice Dias.

“A escola, em geral, tenta fornecer ferramentas para que o aluno produza conhecimentos. É isso que a prova do Enem exige, a conexão entre conhecimentos. Quanto mais o aluno consegue entender a dimensão disso, é muito melhor. Principalmente na redação por ser o lugar em que todas as áreas se encontram. Eles são muito jovens, mas têm que ter uma breve noção de cidadania, dos problemas que ocorrem ao seu redor e, a partir disso, buscar resoluções e entender o que motiva”, pontua.

Conteúdos relacionados:

Além da bagagem de conhecimento, é importante que o aluno trabalhe o lado emocional para se sentir seguro e conseguir fazer uma prova tranquila. Para a professora, a questão da saúde mental é essencial para que os candidatos alcancem êxito na prova, sobretudo após um período de pandemia.

Quer ler mais conteúdos do Enem? Acesse nosso canal no Whatsapp

EMOCIONAL

Depois de uma intensa rotina de estudos, o estudante do terceiro ano, Yuri Fernandes, 17, se considera pronto para fazer a prova. O objetivo do jovem é cursar Ciência da Computação na Universidade do Estado do Pará (Uepa). “Fiz algumas provas online, questões antigas do Enem, então já tenho noção de como funciona. Comecei desde o primeiro ano (a preparação), mas peguei mais pesado agora. Só que quando chega perto, começa a bater aquela ansiedade. As notas nas provas estão bem altas, então estou com uma boa expectativa”, afirma ele, que recebeu dicas sobre a redação de um tio, que é professor.

Também aluna do terceiro ano, a estudante Bárbara Amador, 17, não esconde a ansiedade para fazer a prova e conseguir aplicar todo conhecimento adquirido ao longo da preparação. Ela pretende cursar relações internacionais na Uepa. “A minha expectativa é muito grande, porque todo mundo quer passar. A gente começa a entrar um pouquinho em desespero, mas a minha rotina tem sido bem puxada. Só descanso no final de semana mesmo. Tenho me preparado bastante para a redação. Inclusive, com essa mudança de governo, a gente espera que a prova tenha uma certa mudança das anteriores. A minha segunda opção é ciências sociais. Dá para conciliar (as áreas) e prestar concurso depois”, planeja.

Os irmãos gêmeos João Paulo e Ana Paula Lima, 18, também estão confiantes de que farão uma boa prova neste domingo. Enquanto João deseja cursar geofísica na Universidade Federal do Pará (UFPA), a irmã tem interesse pela área de saúde e deseja fazer enfermagem. “Quero encarar como se fosse uma prova da escola. Estou fazendo questões para treinar o estilo do Enem e tentando tranquilizar o meu psicológico para chegar na hora da prova e conseguir fazer bem direitinho”, conta João.

Ana Paula está tranquila, mesmo diante da pressão natural que a chegada do exame gera aos candidatos. “Estou bem mais tranquila do que pensei que ficaria estando tão perto. Sinto que consegui me preparar, colocar tudo no lugar, a nossa equipe de professores também é muito boa. Acho que a prova vai ser muito boa e acredito que muitos temas de sociais vão ser abordados, que é algo que tenho muita facilidade”, garante.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Notícias Pará

Leia mais notícias de Notícias Pará. Clique aqui!

Últimas Notícias