Na manhã desta quinta-feira (13), a Polícia Civil de Nova Ipixuna prendeu dois suspeitos do atentado contra a vida do vereador Redvaldo Santana de Carvalho, conhecido como Regis Santana. O crime aconteceu há exatos dois meses.

Entre os presos está o vereador João Rodrigues de Barros Filho, também conhecido como "Joãzinho Barros", aliado da prefeita Maria da Graça Medeiros Matos. O outro preso é acusado de ser o pistoleiro que tentou matar Regis Santana, mas seu nome ainda não foi divulgado.

O inquérito policial está sendo conduzido pelo delegado Celso Menditti Lima, que está ouvindo os acusados na sede da delegacia de Nova Ipixuna e, por isso, não pôde falar com a imprensa.

CONTEÚDO RELACIONADO:

A reportagem do DOL Carajás conversou na manhã de hoje com João Batista de Carvalho Santana Filho, irmão de Regis Santana e conhecido como "Filho do Povão". Ele reiterou que o crime tem motivação política.

"Não tem outro caminho senão esse, a política, já que lideramos todas as pesquisas de intenção de voto em Nova Ipixuna. Sem contar que recebemos diversas propostas financeiras para desistirmos de nossa candidatura, mas não cedemos, pois entendemos que a vontade do povo deve prevalecer", comentou.

A qualquer momento, mais atualizações sobre este caso. A movimentação é intensa em Nova Ipixuna devido ao andamento das investigações. As oitivas dos acusados continuam durante a manhã e eles podem ser transferidos para Marabá ou Belém.

MAIS ACESSADAS