Um homem que viveu com o pênis no braço por seis anos está prestes a entrar no Tinder, após finalmente voltar ao “normal”.

Malcolm MacDonald , 47 anos, ficou destruído quando seu órgão sexual foi retirado em 2010, após uma devastadora infecção no sangue. 

O mecânico encontrou esperança através de um médico especialista que construiu um novo pênis de 15 centímetros para ele. O membro deveria ser anexado ao corpo, no devido lugar, em 2015, durante o mesmo procedimento.

Mas, devido à falta de oxigênio em seu sangue, foi enxertado temporariamente em seu braço esquerdo e deixado lá por seis anos devido a uma série de contratempos.

Mas, para a alegria de Malcolm, o órgão já foi implantado onde deveria estar e ele já até entrou no Tinder – plataforma que permite conhecer pessoas para um possível relacionamento.

A operação para anexar o pênis de volta ao seu lugar aconteceu em outubro do ano passado, em um procedimento que durou nove horas.

 “Estou pronto para namorar novamente, já faz 14 anos. Isso é muito tempo para qualquer homem”, disse ele, que é pai de dois.

“Eu sou um homem. Agora posso sair sem o medo de tirar as calças e não ter nada ‘ali’”, explicou. “Não podia levar alguém para casa e dizer 'desculpe querida, caiu'”, lembrou Malcolm.

Enquanto seu novo pênis está de volta no lugar, ele precisa de outro procedimento para colocar uma bomba. Aí sim estará pronto para a intimidade.

Seu pênis foi criado pelo professor David Ralph no University College Hospital de Londres. Foi feito de carne do braço do paciente. 

Futuramente, ele também terá uma bomba em seu escroto para preenchê-lo com solução salina, permitindo que o órgão fique ereto.

Malcolm viveu durante 6 anos com o pênis no braço Foto: Reprodução

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS