DOL Carajás
Cidades / Marabá
ELEIÇÕES

Eleitores de Goianésia voltam às urnas em 3 de outubro

Os eleitores de Goianésia do Pará voltam às urnas após o primeiro colocado nas eleições municipais de 2020, após o ex-prefeito Itamar Cardoso Nascimento (Avante) ter o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral

quinta-feira, 24/06/2021, 12:36 - Atualizado em 09/07/2021, 09:50 - Autor: Michel Garcia


Cidade fica localizada no sudeste paraense
Cidade fica localizada no sudeste paraense | Michel Garcia

A eleição suplementar do município de Goianésia do Pará, no sudeste paraense, está marcada para o dia 3 de outubro deste ano. A data foi confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nessa terça-feira (22). E a movimentação rumo à sucessão do prefeito interino já teve início pela disputa da preferência dos 22.305 eleitores.

Os eleitores de Goianésia do Pará voltam às urnas após o primeiro colocado nas eleições municipais de 2020, após o ex-prefeito Itamar Cardoso Nascimento (Avante) ter o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral.

A resolução e o calendário eleitoral foram aprovadas durante a sessão do TRE, presidida pela desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento. Na eleição suplementar serão escolhidos o prefeito e seu vice.

Desde o dia 1º de janeiro passado, assumiu a prefeitura do município o vereador e presidente do Legislativo, Francisco David Leite Rocha (MDB), mais conhecido popularmente como Pastor Davi.

Sete nomes estão vislumbrando disputar a Prefeitura de Goianésia do Pará. Cláudio da Sthil (Avante) que era candidato a vice-prefeito na chapa de Itamar Cardoso, o ex-prefeito Ribamar Lima (MDB), que ficou em segundo lugar na disputa passada, Pastor Davi (MDB) e o atual prefeito interino, Russinho (Solidariedade) e filho do ex-prefeito Russo, vereador Wellington Urbano (PSC), a empresária Gilmara Lacerda (Cidadania) e o ex-vereador Ivanildo (PSD). (Com apoio de Antônio Barroso)

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS