DOL Carajás
Cidades / Marabá
SAÚDE

Aedes aegypti tem maior proliferação no verão

No município existem casos suspeitos sendo investigados

sexta-feira, 02/07/2021, 19:24 - Atualizado em 07/07/2021, 21:58 - Autor: Alessandra Gonçalves


Imagem ilustrativa da notícia: Aedes aegypti tem maior proliferação no verão
| DIVULGAÇÃO PMM

O Aedes aegypti se reproduz o ano todo, mas é durante o verão que ele se prolifera ainda mais. O mosquito é responsável pela transmissão de doenças como zika, dengue e chikungunya.

Para combater os focos, o coordenador de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Marabá, Amadeu Moreira, explica que a população deve ser mobilizadora junto à família, vizinhos e amigos para eliminar pontos de água parada, ajudando, assim, a combater os focos que podem virar criadouro do Aedes aegypti.

Latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras precisam de atenção especial. Já que acumulam a água com facilidade, eles ofertam um ambiente propício ao Aedes.

“Já estamos lhe dando com alguns casos suspeitos de dengue em alguns bairros. Estamos com a equipe lá fazendo o bloqueio, porque temos casos sintomáticos e é bom que a população fique atento a esse sintoma”, informou Amadeu Moreira.

No município existem casos suspeitos sendo investigados no Bairro Belo Horizonte, no Núcleo Cidade Nova.

O coordenador do Departamento de Endemias orienta que se as pessoas apresentarem os sintomas das doenças transmitidas pelo Aedes tem que ir ao posto de saúde e pedir a notificação para que seja feita a investigação, para verificarem se realmente procede a situação de foco de dengue em Marabá.

CUIDADOS

Ele aconselha que a população evite lixo acumulado, água parada atrás da geladeira, no bebedouro, do ar condicionado, que pode se tornar um potencial criadouro do Aedes.

“O mosquito gosta de água limpa e de espaço limpo. Por isso, a população tem que manter esses cuidados, ter essa atenção especial para evitar que ele se prolifere em Marabá. Agora com os hospitais cuidando da covid, a gente tem que fazer de tudo para evitar dengue também aqui no município de Marabá”, orienta Amadeu Moreira.  

SINTOMAS

Os sintomas do zika vírus são de febre baixa ou ausência de febre, manchas pelo corpo, dores nas articulações, edemas (inchaço) nas articulações, principalmente mãos, e coceira um ou dois dias após início dos primeiros sintomas. Ainda pode aparecer vermelhidão nos olhos, sem coceira ou ardor.

Com relação à dengue, os sintomas são de febre, dores musculares por todo o corpo e sensação de prostração. Na chikungunya, há febre alta (geralmente maior que 38ºC), dores e edemas nas articulações.

Quem apresentar os sintomas de uma das doenças deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência. Em casos mais graves de dengue, em que há dor abdominal intensa e contínua, é preciso ir à emergência de um hospital. 

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS