DOL Carajás
Cidades / Marabá
MOBILIDADE

Marabaenses relatam precariedade no transporte coletivo 

Tempo de espera e superlotação são as principais reclamações

terça-feira, 20/07/2021, 17:46 - Atualizado em 20/07/2021, 17:46 - Autor: Alessandra Gonçalves


Frota do município é insuficiente para atender a demanda da cidade
Frota do município é insuficiente para atender a demanda da cidade | Reprodução

Quem necessita do transporte coletivo de Marabá, no sudeste do estado, enfrenta diariamente problemas com a demora, superlotação e a quantidade insuficiente de veículos para atender a demanda.

A espera chega a passar de uma hora. Segundo os usuários, o problema se agravou ainda mais, quando a frota foi reduzida por causa da pandemia da Covid-19. 

A atendente Dayane dos Santos mora no Bairro Liberdade, no Núcleo Cidade Nova e trabalha em uma loja na Marabá Pioneira. Ela afirma que encontra dificuldade diariamente para chegar ao trabalho. “Não tem horário certo, é bem difícil. Eu sempre saio de casa bem antes do horário e fico bastante tempo na parada, com a esperança de passar logo um ônibus”, conta, complementando que sempre leva um dinheiro extra na bolsa para pegar táxi- lotação.

Quem também reclama da situação dos coletivos é a vendedora Edna França, que trabalha em uma ótica na Marabá Pioneira e diz que os veículos são insuficientes para atender a demanda do município. “Eu acho errado é que passa ônibus Morada Nova, mas Novo Horizonte e Liberdade não tem, não sei o que acontece, só queria que resolvesse”, disse, afirmando que tem o vale-transporte, mas diariamente tem que gastar dinheiro com lotação.  

PANDEMIA  

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Transporte, Jair Guimarães, a empresa que presta o serviço no município está aguardando a entrega de oito novos ônibus pela fábrica, com ar-condicionado e mais seis da matriz da empresa, que totalizam 14 ônibus com ar-condicionado.

“Por conta da pandemia, os ônibus atrasaram e toda uma questão financeira da empresa”, afirma Jair Guimarães. Os veículos novos, segundo ele, devem chegar a Marabá até o final deste mês. Com a chegada destes veículos, a frota ficará com 35 ônibus, com uma média de uso de seis anos. 

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS