DOL Carajás
Cidades / Marabá
MARABÁ

Ação garante Carteira de Identificação para autistas. Veja

Foram entregues aproximadamente 100 carteiras no Carajás Centro de Convenções

domingo, 05/09/2021, 08:51 - Atualizado em 05/09/2021, 08:52 - Autor: Com informações Agência Pará


Mariana Medeiros, mãe da pequena Emilly Medeiros, comemorou a carteira da filha
Mariana Medeiros, mãe da pequena Emilly Medeiros, comemorou a carteira da filha | Divulgação

Com a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea), os autistas passam a ter prioridade no atendimento em serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social. No caso dos particulares, isso inclui supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes e lojas em geral.

A Coordenação Estadual de Políticas para o Autismo (CEPA), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), esteve neste sábado (4) na Secretaria Regional Sul/Sudeste do Estado para a entrega de aproximadamente 100 carteiras de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

“Desde o ano passado já entregamos, quase cinco mil carteiras. Nosso objetivo é garantir os direitos e a cidadania deste público. Trata-se de um trabalho pioneiro, feito por mãos e que tem trazido resultados muito positivos”, afirma a coordenadora da CEPA, Nayara Barbalho. 

Mariana Medeiros, mãe da pequena Emilly Medeiros, comemorou a carteira da filha. “Para a gente é uma grande honra receber a carteira do autista, pois essa é uma grande conquista. Nós somos pouco reconhecidos, esquecidos pela sociedade, mas nós precisamos desse reconhecimento. Para quem tem uma criança autista essa carteira é um grande passo”, ela afirma. 

No local foi instalada também a placa atualizada de prioridades do Estado com foco na capacitação dos servidores, ação que também já ocorreu em outras unidades estaduais. A equipe da CEPA também se reuniu com o prefeito de Marabá, Tião Miranda, e a equipe de Secretaria Municipal de Educação para firmar uma parceria para o atendimento da pessoa com autismo no município a com base em evidências científicas que é o modelo do Governo do Estado a partir da capacitação dos professores locais. 

As ações da CEPA acontecem regularmente segundo a demanda enviada pelos municípios e as reuniões devem acontecer nos próximos dias em outras cidades do interior paraense. Para mais informações sobre a coordenação acesse: Transtorno do Espectro Autista (TEA) – SESPA (saude.pa.gov.br). As carteiras são entregues em domicílio pelos correios ou através das ações itinerantes da Sespa.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS