DOL Carajás
Cidades / Marabá
ACIMA DOS 10 METROS

Vídeo: cheia do Rio Tocantins coloca Marabá em alerta

As chuvas dos últimos dias, na região sudeste do Estado do Pará, agilizaram a cheia do Rio Tocantins. O curso d'água amanheceu neste sábado (1º) acima dos 10 metros, considerado nível de alerta

sábado, 01/01/2022, 15:59 - Atualizado em 01/01/2022, 16:36 - Autor: Michel Garcia


Moradores de áreas mais periféricas próximas ao rio já começam a ser afetados pelas cheias
Moradores de áreas mais periféricas próximas ao rio já começam a ser afetados pelas cheias | Naldinho Fontenele

O rio Tocantins é um dos maiores do Brasil. Ele nasce na Serra Dourada no Estado de Goiás e atravessa os estados do Tocantins, Maranhão e Pará. Com 2.416 quilômetros, o rio Tocantins é o segundo maior rio totalmente brasileiro (perde apenas para o rio São Francisco), e também pode ser chamado de Tocantins-Araguaia, após juntar-se ao rio Araguaia na região do "Bico do Papagaio", que fica localizada entre os estados de Tocantins, Maranhão e Pará.

É neste rio que acontece uma das maiores cheias no período chuvoso, o inverno amazônico.

O nível do rio Tocantins em Marabá no sudeste paraense já ultrapassa 10,40 metros o que já começa a afetar os primeiros moradores das áreas comumente afetadas pela cheia do rio. Na régua localizada na Estação de Coleta de Dados Hidrometereológicos às margens do rio Tocantins dentro da área do Exército Brasileiro, já atestava a subida rápida do nível do rio. O nível de alerta é de 10 metros, quando o nível do rio já começa a afetar os primeiros moradores.

 

Os dados do comportamento do nível do rio Tocantins é acompanhado de perto pela Eletronorte, por conta da Hidrelétrica de Tucuruí
Os dados do comportamento do nível do rio Tocantins é acompanhado de perto pela Eletronorte, por conta da Hidrelétrica de Tucuruí | Michel Garcia
 

Essa oscilação no período em que se começa a encher o rio tem pegado muitos de surpresa. Para se ter uma ideia, no ano passado o rio Tocantins só chegou ao nível de 10 metros no dia 1º de março de 2021, período em que as primeiras famílias começaram a ser atingidas. No final de fevereiro o nível do rio já estava elevado, mas não havia obrigado os moradores a saírem de suas casas.

Veja também!

Tremor de terra é relatado em cidade do sudeste paraense

Chuvas colocam Parauapebas sob risco de inundação

Fiscalizações já apreenderam mais de 15 toneladas de peixes

Os dados do comportamento do nível do rio Tocantins é acompanhado de perto pela Eletronorte, por conta da Hidrelétrica de Tucuruí. De acordo com o Boletim Informativo de Vazões e Níveis do Rio Tocantins, órgão da Superintendência de Gestão de Operação do Sistema da Eletronorte, a previsão de cheia é de 10,39, consolidando os 10,40 medidos na manhã deste sábado (1º).

 

Régua localizada na Estação de Coleta de Dados Hidrometereológicos às margens do rio Tocantins dentro da área do Exército Brasileiro
Régua localizada na Estação de Coleta de Dados Hidrometereológicos às margens do rio Tocantins dentro da área do Exército Brasileiro | Edinaldo Sousa
 

Com esse nível, mais de 30 famílias já começaram a ser afetadas com a cheia do rio Itacaiúnas, o outro rio que corta Marabá, que também sofre as alterações de nível e sobe igualmente o rio Tocantins, os dois desaguam na península localizada no bairro Cabelo Seco, o Francisco Coelho.

As primeiras famílias afetadas são as que moram na Vila Canaã, localizada na Marabá Pioneira. Ventilador nas mãos, botijão de gás nas costas, colchão para ter onde dormir,  essas foram as cenas chamaram a atenção neste primeiro dia de 2022.

 

O nível do rio Tocantins em Marabá no sudeste paraense já ultrapassa 10,40 metros o que já começa a afetar os primeiros moradores das áreas comumente afetada... DOL CARAJÁS
 

Dois caminhões da 23º Brigada de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro, estiveram no apoio às famílias durante a mudança. Cícero esteve na Defesa Civil do município, fez o cadastro e recebeu o apoio dos militares.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS