DOL Carajás
Edição do dia
Edição do dia
Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
VEJA O VÍDEO

Idoso é salvo de ser engolido por sucuri com serrote no Pará

Um vídeo gravado em celular mostra o momento em que uma sucuri ataca um senhor idoso e os vizinhos da área serram a cabeça do animal para salvá-lo

quarta-feira, 19/01/2022, 16:35 - Atualizado em 20/01/2022, 08:41 - Autor: DOL Carajás

Google News

A sucuri é uma cobra tipicamente moradora da região amazônica é não é incomum relatos de acidentes envolvendo o animal
A sucuri é uma cobra tipicamente moradora da região amazônica é não é incomum relatos de acidentes envolvendo o animal | Reprodução

A sucuri é uma espécie de serpente encontrada tipicamente na região amazônica e não é incomum relatos de acidentes envolvendo o animal. Com um gosto peculiar, a serpente não possui veneno e nem presas, entretanto sua mordida é tão forte que chega a perfurar a pele ou o couro da presa. O intuito da mordida é segurar o que ela considera como refeição para a ação posterior: se enrolar completamente no corpo da vítima e esmagá-la até morte. O "abraço" é tão forte que chega a quebrar os ossos do que ela escolher como comida, animais que variam de tamanho conforme fome e a capacidade de digestão do réptil em ataque. 

A espécie habita principalmente a beira d’água de rios e igarapés. A alimentação de sucuri é essencialmente carnívora, por isso, come peixes e rãs. E não é raro ver uma sucuri caçando animais que vão beber à margem dos corpos d’água, como capivaras, antas e veados.

Ela também chega a pegar jacarés, matando-os por constrição. Algumas vezes, em busca de alimentação, a sucuri pode invadir fazendas ou casas para predar galinhas e outros animais de estimação. As maiores são capazes de engolir um bezerro, mas não um boi adulto.

Veja também!

Hemopa entra em alerta e faz nova campanha de doação

Laboratório de universidade vai analisar a água das cheias

Governador Helder chega a Marabá para acompanhar ações

Com as cheias dos rios Tocantins e Itacaiúnas em Marabá, o habitat natural de alguns animais, como as cobras, acabaram sendo inundados fazendo com o que alguns migrassem para bem próximos às áreas urbanas.

Uma dessas situações aconteceu na tarde desta quarta-feira (19) em Marabá no sudeste paraense. Um vídeo gravado em celular mostra o momento em que uma sucuri ataca um senhor idoso e os vizinhos da área tentam arrancar o homem do abraço fatal da cobra. O fato aconteceu na região da Transmangueira no bairro Santa Rosa, um dos afetados pela cheia em Marabá.

No vídeo é possível ver a preocupação de pessoas com o homem. No intuito de salvar o idoso da situação perigosa, um homem começa a serrar a cabeça do animal enquanto outro segura a cobra. Por sorte a serpente não chegou a completar o seu abraço fatal, soltando imediatamente a perna do homem assim que os companheiros começam a serrar a cabeça do animal. "Enrolou no joelho", disse o senhor aliviado com a soltura do animal.

 

Um vídeo gravado em celular mostra o momento em que uma sucuri ataca um senhor idoso e os vizinhos da área tentam arrancar o homem do abraço fatal da cobra DOL CARAJÁS
 

Outro homem declara no vídeo que já havia a cortado com a "enxó", material utilizado por carpinteiros. 

Apesar da ação dos homens, a recomendação do Corpo de Bombeiros é acionar a entidade para fazer o resgate da vítima e do animal. Em caso de acidentes, como picadas em pessoas ou em animais, a orientação é procurar com urgência o atendimento médico hospitalar. 


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)