DOL Carajás
Cidades / Marabá
DIA DO TRABALHADOR

A paixão de quem trabalha com as obras e cuida de veículos 

Data relembra lutas e conquistas ao longo dos anos e o momento pelo qual os trabalhadores passam

domingo, 01/05/2022, 09:17 - Atualizado em 02/05/2022, 15:59 - Autor: Com Informações da PMM

Google News

Mecânicos se dedicam diariamente a profissão que escolheram
Mecânicos se dedicam diariamente a profissão que escolheram | Wilielton Cardoso / PMM

Em um dia marcado pela reflexão em relação ao trabalho e ao trabalhador, o 1º de maio, transforma-se também num momento de integração de todos os trabalhadores. Vamos conhecer a rotina de duas profissões, que fazem a diferença no atual momento de transformação que a cidade vive: o trabalho do engenheiro civil e o de mecânico.

Vandielo da Silva, Jocimar Freitas e Samuel Chaves, são amigos de trabalho e atuam dentro da oficina mecânica da Secretaria de Obras de Marabá, foi lá que se conheceram e compartilham conhecimentos e experiências.

Vandielo da Silva, tem 51 anos e trabalha com mecânica desde a infância, quando iniciou como ajudante de mecânico e não parou mais. Aos 20 anos, se tornou profissional e hoje, através de concurso público, chegou para somar com os demais profissionais na Sevop.

“Há 3 anos trabalho na Sevop e desde os 9 anos trabalho como mecânico. Eu desde criança sempre gostei de mexer em peças e desejei essa profissão para mim. Aqui aprendemos e ensinamos porque ninguém sabe de tudo”, disse.

Outro profissional, que diariamente contribui com o município na manutenção dos veículos oficiais, é o mecânico Jocimar de Araújo Freitas, 56 anos. Ele também conta que o destino foi sempre viver lambuzado de graxa, pois foi uma profissão que sempre lhe chamou atenção.

“Neste ano de 2022, faço 11 anos de serviços prestados à prefeitura e nesta data do dia do trabalhador só temos que comemorar, pois estamos trabalhando naquilo que gostamos de fazer”, revela.

Veja também:

Marabá se prepara para tradicional festejo junino

PA: acidente causa morte e despeja óleo em igarapé; assista!

Há 25 anos, Samuel Chaves, era convocado, após ser aprovado em concurso público, para ocupar o cargo de mecânico de automóveis. Para ele, foi um divisor de águas em sua vida e uma grande vitória pessoal. “Trabalho há 25 anos na prefeitura como concursado e aqui são somente vitórias e aqui venho ajudando a prefeitura e também ajudo a melhorar cada vez a nossa cidade”, comenta.

Falando em melhorias, o trabalho dos engenheiros também faz a diferença. O engenheiro Civil Alex Amoury trabalha na Sevop e afirma que sempre teve aptidão por números desde criança e contato com projetos, pois o pai era arquiteto. 

“Lembro que quando era criança e passava por alguma obra e via os engenheiros (as), via naquilo uma das profissões mais nobres e deveria exigir muita responsabilidade”, conta.

 

Engenheiro Alex Amoury: "Amo o que faço e não me arrependo de ter escolhido esta bela profissão”
Engenheiro Alex Amoury: "Amo o que faço e não me arrependo de ter escolhido esta bela profissão” | Wilielton Cardoso/ PMM
 

O também engenheiro e secretário municipal de Obras, Fábio Moreira, acompanha o dia a dia do trabalho de cada um dos engenheiros.

“É fundamental o trabalho deste profissional pelo número de obras que temos no município, áreas de lazer, colégios, postos de saúde, pavimentação, é essencial que temos um acompanhamento técnico que preze por uma obra duradoura e que fique um legado, afinal, estamos tratando com dinheiro público, então é fundamental esse profissional neste processo”, conclui.

 

Secretário de Obras, Fábio Moreira, acompanha o dia a dia do trabalho de cada um dos engenheiros
Secretário de Obras, Fábio Moreira, acompanha o dia a dia do trabalho de cada um dos engenheiros | Wilielton Cardoso/ PMM
 





Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS