DOL Carajás
Cidades / Tucuruí
HIDRELÉTRICA

Eletronorte antecipa a abertura do vertedouro em Tucuruí

Antecipação se dá pela quantidade de chuva atípica nas cabeceiras dos rios Tocantins e Araguaia

segunda-feira, 03/01/2022, 08:33 - Atualizado em 03/01/2022, 11:51 - Autor: DOL Carajás com informações de Dênis Aragão


Manobra é feita todos os anos visando a segurança e a manutenção do nível do reservatório
Manobra é feita todos os anos visando a segurança e a manutenção do nível do reservatório | Reprodução

A Eletronorte emitiu comunicado neste domingo confirmando a antecipação da abertura do vertedouro da Usina Hidrelétrica Tucuruí. Conforme o comunicado, a manobra iniciou nesta segunda-feira (3), e foi necessária para manter o reservatório da Usina numa faixa operacional segura e sem afetar de forma brusca os moradores de jusante.

A abertura, conforme explicou o superintendente de Produção da Geração Hidráulica da Eletronorte, Carlos Roberto Boscaini Júnior, é necessária para dar vazão à água do Rio Tocantins e estabilizar o nível do lago, evitando que as águas ultrapassem a cota máxima de 74 metros.

Todos os anos a manobra é feita visando a segurança e a manutenção do nível do reservatório e a antecipação na abertura do vertedouro acontece em razão da quantidade de chuva atípica para esta época do ano nas cabeceiras dos rios Tocantins e Araguaia, é o que informa a nota divulgada.

Veja também!

Eletronorte pagou mais de R$ 164 milhões em royalties

Fiscalizações apreenderam mais de 15 toneladas de peixes

Vídeo: cheia do Rio Tocantins coloca Marabá em alerta

As 23 comportas que formam o vertedouro da Usina Tucuruí serão totalmente abertas nas próximas semanas conforme o monitoramento do nível do reservatório cuja cota máxima é de 74 metros.

Boletim de Vazões

A Eletronorte divulga o Boletim Informativo de Vazões e Níveis do Rio Tocantins, que tem como objetivo chamar a atenção principalmente dos moradores ribeirinhos a montante e a jusante da Usina Hidrelétrica Tucuruí.

A divulgação da abertura das comportas já está sendo feita para órgãos como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, além dos veículos de imprensa da região, com a finalidade de orientar as comunidades sobre a situação hidrológica e as elevações de vazão em Tucuruí e Marabá.

Os boletins servem também como parâmetro para que a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Pará e as Comissões Municipais de Defesa Civil possam prever ou não enchentes nos municípios a montante e a jusante da barragem de Tucuruí. Assim, os órgãos podem agir com mais eficácia nas ações de prevenção e remoção das famílias vulneráveis à cheia do Rio Tocantins.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS