plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
VEJA O MOTIVO!

“Não queremos novelas da Record”, diz presidente de emissora

Hélio Doyle afirmou que EBC busca produções internacionais; sob Bolsonaro, estatal gastou R$ 3,2 milhões com novela bíblica da Record

Imagem ilustrativa da notícia “Não queremos novelas da Record”, diz presidente de emissora camera No governo Bolsonaro, a EBC abriu os cofres para a Record, emissora de Edir Macedo, bispo da Igreja Universal e apoiador do então presidente | Reprodução RecodTV

Histórias bíblicas sempre chamam a atenção, principalmente dos cristãos. Quando essas histórias são feitas por meio de filmes, ou da teledramaturgia brasileira, como as novelas produzidas pela Record no Brasil, o sucesso é garantido para esse público específico.

A emissora do governo federal havia comprado algumas dessas novelas e transmitido em sua programação no governo passado.

Entretanto, o presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Hélio Doyle, afirmou que a estatal não comprará mais novelas da Record, rompendo uma prática do governo Bolsonaro. Em entrevista à coluna, Doyle disse que a empresa está em busca de produções internacionais na dramaturgia.

No governo Bolsonaro, a EBC abriu os cofres para a Record, emissora de Edir Macedo, bispo da Igreja Universal e apoiador do então presidente. Comprou a obra bíblica “Os dez mandamentos” por R$ 3,2 milhões, além de “Escrava Isaura”.

Veja também:

Suspeito zomba da morte de PM, faz música e posta no Tik Tok

Vídeo: aparelho de musculação cai sobre aluno em academia

Gretchen se revolta com ataque de internauta e toma atitude

“A Globo não vende novelas. Ela mesma já faz a retransmissão no “Vale a pena ver de novo” e no canal Viva. Da Record, não queremos comprar. São aquelas novelas bíblicas. A Band vende caro e não tem nada bom. Então estamos fazendo uma prospecção no exterior. Estamos avaliando BBC, Deutsche Welle, produções mexicanas e argentinas”.

Presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Hélio Doyle
📷 Presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Hélio Doyle |Michel Garcia

O jornalista afirmou que busca aumentar a audiência da TV Brasil, e reconheceu que novelas e esportes representam um naco importante de público para a empresa.

“Na TV aberta, temos a quinta audiência do país, estamos na frente da RedeTV!. Mas é pouco, não estamos satisfeitos. Queremos uma novela que cause impacto, vamos fazer promoção, estamos atrás de esportes, vamos voltar com o Sem Censura de tarde. Nesta semana passamos a transmitir para as 27 capitais”.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Entretenimento

Leia mais notícias de Entretenimento. Clique aqui!

Últimas Notícias