DOL Carajás
MINAS GERAIS

Bombeiros confirmam 5 mortos em deslizamento de rocha

Todas as vítimas fatais foram encontradas no local do acidente. Ninguém foi identificado até agora

sábado, 08/01/2022, 18:18 - Atualizado em 08/01/2022, 18:17 - Autor: DOL Carajás com informações do Estado de MInas Gerais


Os bombeiros calculam que as pedras deslizaram de mais de cinco metros de altura.
Os bombeiros calculam que as pedras deslizaram de mais de cinco metros de altura. | Reprodução

Subiu para 5 o número de mortos confirmados no acidente do deslizamento das rochas do cânion do lago de Furnas, em Capitólio, Região Centro-Oeste de Minas. A imensa rocha atingiu ao menos três embarcações, deixou 3 feridos e matou cinco pessoas na tarde deste sábado (8).

Segundo o Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada por volta do meio-dia por funcionários que trabalham nas proximidades da ponte do Turvo. Eles relataram aos agentes a ocorrência de uma cabeça d’água na região dos cânions, que teria provocado o rolamento das pedras. As causas do acidente, contudo, ainda não foram elucidadas. 

Os bombeiros calculam que as pedras deslizaram de mais de cinco metros de altura.

Até o momento, os bombeiros confirmaram cinco mortes no local. De acordo com o porta-voz da corporação, Pedro Aihara, trata-se de dois homens. Eles ainda não foram identificados, pois foram muito machucados pelo impacto das rochas. Resgatados, os corpos ainda não foram encaminhados ao Instituto Médico Legal. Segundo Aihara, permanecem no posto de comando montado provisoriamente no clube náutico de Capitólio. 

Todas as vítimas fatais foram encontradas no local do acidente. Ninguém foi identificado até agora.

Feridos

Das 32 feridos contabilizados, ao menos 23 já receberam atendimento na Santa Casa de Capitólio e foram liberados. Nove estão internados em hospitais nas redondezas da cidade.

Dois na Santa Casa de Piumhi, com fraturas expostas. 

Vídeo: crianças são resgatadas com vida após desabamento

Quatro na Santa Casa de São João da Barra com ferimentos leves. 

Três na Santa Casa de Passos - ainda não há confirmação sobre o estado de saúde dessas vítimas. 

Nenhuma vítima foi identificada até o momento.

Resgate

Ao menos 40 militares estão no local, entre bombeiros de Passos, que fica 74 km de Capitólio; Piumhi, a 23 km da localidade, além de membros da Marinha. As guarnições contam com mergulhadores, além de aparato técnico especializado, como o helicóptero Arcanjo 08, equipado com estrutura de evacuação aeromédica par transporte de vítimas em estado grave. 

Marinha apura causas

A  Marinha do Brasil informou, por meio de nota, que vai abrir inquérito para apurar as causas do acidente. Segundo nota divulgada pela instituição, a Delegacia Fluvial de Furnas (DelFurnas) deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local. (veja abaixo o texto na íntegra).

Vídeos

Imagens feitas por passageiros de um lancha que circulava na área turísticas mostram o momento em que a pedra se desprende, cai no lago e atinge embarcações. Segundos antes do deslizamento, os autores do vídeo tentam avisar sobre a tragédia.

Confira a nota da Marinha do Brasil:

A Marinha do Brasil informa que tomou conhecimento de um acidente, no fim da manhã de hoje, após deslizamento de rochedo atingir embarcações que navegavam a região dos cânions, em Capitólio-MG.

A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local.

Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido.


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS