DOL Carajás
PREOCUPANTE

"Doença da urina preta": terceiro caso é investigado no Pará

Sespa orientou os municípios a aumentarem a atenção à inspeção sanitária dos locais de venda

sexta-feira, 10/09/2021, 18:09 - Atualizado em 10/09/2021, 19:04 - Autor: DOL


Imagem ilustrativa da notícia: "Doença da urina preta": terceiro caso é investigado no Pará
| Reprodução/Freepik

A doença conhecida como síndrome de Haff, popularmente chamada de "Urina Preta", tem causado preocupação após casos serem registrados no Amazonas e no oeste paraense. Uma morte foi confirmada em Santarém. A capital paraense também acendeu o alerta após a suspeita de um caso na cidade. Agora, uma terceira cidade no Pará investiga uma ocorrência do tipo.

De acordo com informações do Giro Portal, um caso da síndrome de Haff está sendo investigado no município de Trairão, no sudoeste paraense.

O município tem um caso da doença sendo investigado, que já é a terceira notificação recebida pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). 

Por meio de nota, a Sespa informou que "...por meio do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS), foi notificada e está investigando, no momento, três casos suspeitos da síndrome de Haff, sendo eles em Belém, Santarém e Trairão. A Sespa orienta os municípios a aumentar a atenção à inspeção sanitária dos locais de venda e sobre a importância do acondicionamento correto do pescado". 

Entre os principais sintomas da doença estão dor muscular intensa na costa e membros inferiores e urina de cor escura. Caso apareça algum desses sintomas associados à ingestão de pescado em até 24 horas, o ideal é a busca de atendimento imediato na rede pública de saúde do município de Trairão.

Quanto ao consumo de pescado, a Sespa ressalta que a "proibição, liberação do consumo de pescado ou bloqueio é de responsabilidade de cada município".



Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS