DOL Carajás
Notícias / Polícia
CRIMES CIBERNÉTICOS

Polícia prende suspeitos por estelionato com uso de celular 

Quadrilha usava mensagens para celulares para coletar informações bancárias das vítimas

sexta-feira, 10/12/2021, 09:54 - Atualizado em 10/12/2021, 09:54 - Autor: Agência Pará


Um homem investigado foi preso pelos policiais civis no Sul do Pará
Um homem investigado foi preso pelos policiais civis no Sul do Pará | Divulgação PCPA

A Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Combate a Crimes Cibernéticos (DECCC), deflagrou na quarta-feira (08) a Operação "Smishing", que deu cumprimento a mandados de busca e apreensão, e prisão temporária, contra investigados pela prática dos crimes de estelionato e associação criminosa. A ação policial ocorreu no município de Santana do Araguaia, no Sul do Pará. Durante a operação, um homem foi preso preventivamente e cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

“Recebemos as denúncias de vítimas que tiveram suas informações bancárias violadas por criminosos, que de posse dos dados realizaram empréstimos e transferências de diversos valores para contas de outras pessoas, com prejuízos em torno de R$ 800 mil”, informou Thiciane Maia, delegada titular da DECCC.

Golpe

"Smishing" é uma forma de "phishing", que usa telefones celulares como plataforma de ataque. O criminoso executa o ataque com a intenção de coletar informações pessoais, incluindo seguro social ou números de cartão de crédito.

"As investigações da Divisão de Combate a Crimes Econômicos e Patrimoniais Praticados Por Meio Cibernéticos (DCEP) iniciaram no ano de 2019, e com o apoio de agentes do Núcleo de Investigação (NAI) e da 13ª Região Integrada de Segurança Pública, conseguimos efetivar a ação", informou a delegada Maria de Fátima dos Santos, que coordenou as diligências.

Leia também:

Carro desaparecido é encontrado com restos mortais

Mulheres são presas acusadas de atuar no tráfico de drogas

PF apreende cocaína dentro de embalagens de bombons

No caso investigado, a técnica utilizada era enviar mensagens de SMS às vítimas que acessaram o link e preenchiam o formulário de suposto atualização cadastral bancários. Com os dados digitados, os criminosos invadiam as contas.

Capacitação

A Polícia Civil do Pará vem reforçando o investimento na qualificação dos servidores para repressão a crimes cibernéticos. Com três grandes frentes de trabalho, a DECCC desenvolve os trabalhos de polícia judiciária por meio das divisões de Combate a Crimes Contra Direitos Individuais (DCDI), Crimes Econômicos e Patrimoniais (DCEP) e Crimes Contra Grupos Vulneráveis (DCCV).

 

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos durante a operação
Mandados de busca e apreensão foram cumpridos durante a operação | Divulgação PCPA
 

Para Walter Resende, delegado-geral de Polícia Civil, a busca pelo conhecimento e a constante qualificação para combater a criminalidade e os perigos dos crimes cometidos no ambiente digital, e consequente elucidação de crimes, mostram que a Polícia Civil do Pará está atenta ao combate à modalidade cibernética. “Oferecemos diversas capacitações aos servidores, cujo objetivo é compartilhar as experiências profissionais adquiridas pela DECCC, além de disponibilizar aos discentes participantes, a busca pelo conhecimento, métodos e técnicas necessárias para a elucidação dos crimes”, acrescentou. (Talison Lima – Ascom/PC)


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS