DOL Carajás
Notícias / Polícia
CINCO TIROS

Pistoleiros executam jovem dentro de sua própria residência 

O assassinato ocorreu no momento em que o jovem ouviu batidas na porta da casa onde ele residia e resolveu abrir a porta

terça-feira, 04/01/2022, 09:13 - Atualizado em 04/01/2022, 10:53 - Autor: DOL Carajás com informações de Dinho Santos


A vítima foi o jovem Carlos Henrique Souza Santos, 21 anos, que foi executado com cinco tiros de arma de fogo, tipo pistola automática
A vítima foi o jovem Carlos Henrique Souza Santos, 21 anos, que foi executado com cinco tiros de arma de fogo, tipo pistola automática | Reprodução

A situação de violência com crimes caracterizados como prestação de contas ou de execuções continuam a tirar o sono das autoridades das cidades do sul do Pará. Neste final de semana mais um crime foi registrado na região.

A Polícia Civil da cidade de Rio Maria, no sul do Pará, investiga um assassinato com características de execução ocorrido na manhã do último domingo (2), no Setor Casas Populares.

A vítima foi o jovem Carlos Henrique Souza Santos, 21 anos, que foi executado com cinco tiros de arma de fogo, tipo pistola automática. O assassinato ocorreu no momento em que o jovem ouviu batidas na porta da casa onde ele residia e resolveu abrir a porta. 

O que a vítima não imaginava era que o autor das batidas na porta era o um pistoleiro que estava determinado a matá-lo.

Veja também!

Homem saca arma para atirar no pai e acaba acertando o filho

Primeiro homicídio de 2022 é registrado em Marabá

Dois homens são presos acusados de tráfico de drogas

Carlos Henrique foi alvejado com tiros e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal de Rio Maria. 

Uma irmã da vítima que estava na casa no momento do crime, disse que eram dois homens, sendo que o executor bateu na porta, efetuou os disparos contra a vítima e depois fugiu na moto que estava ligada com um outro desconhecido.

Ao tomar conhecimento do assassinato, uma Guarnição da Polícia Militar passou a fazer várias incursões nas ruas da cidade na tentativa de localizar os autores do crime, mas não obteve êxito na operação. 

A Polícia Civil passou a ouvir parentes e amigos da vítima na intenção de traçar uma linha de investigação que possa identificar ou autores e os motivos da execução. (Dinho Santos com informações da Polícia Militar)


Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS