plus
plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Edição do Dia
Previsão do Tempo 28°
cotação atual R$


home
FRAUDE NO ENEM NO PARÁ

Justiça devolve vagas de Medicina a candidatos prejudicados 

Dois estudantes do curso na Universidade do Estado do Pará (Uepa) são investigados por fraude no exame em 2022 e 2023

twitter Google News
Imagem ilustrativa da notícia Justiça devolve vagas de Medicina a candidatos prejudicados  camera Justiça devolve vagas do curso de medicina a candidatos prejudicados por fraude no Enem no Pará | Divulgação

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal determinou a suspensão imediata da matrícula de dois estudantes do curso de medicina da Universidade do Estado do Pará (Uepa) por suposta fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2022 e 2023. Com a decisão, a universidade deve devolver duas vagas para candidatos aprovados ao curso.

Dois universitários são investigados pela Polícia Federal em Marabá, sudeste do estado, pela possível prática dos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso e de falsa identidade. Segundo denúncia anônima, outra pessoa teria feito a prova pelos candidatos, em 2022 e 2023. Perícias grafotécnicas concluíram que as assinaturas não são deles e que os cartões de resposta e as folhas de redação dos dois estudantes foram preenchidas pela mesma pessoa.

Na decisão, a Justiça Federal considerou que há elementos suficientes para concluir que os candidatos não realizaram as provas do Enem nos referidos anos, tendo uma terceira pessoa realizado os exames. Nesse sentido, por não terem sido aprovados no Enem, os investigados não possuem direito à matrícula no curso de Medicina na Uepa.

Os investigados perderam o direito a matrícula no curso de Medicina
📷 Os investigados perderam o direito a matrícula no curso de Medicina |Reprodução

CONTEÚDO RELACIONADO:

VAGAS

Em cumprimento à decisão liminar, a Uepa deve convocar, com urgência, os candidatos legitimamente habilitados para o curso de Medicina (aprovados no Enem em 2022 e 2023), para ocuparem as duas vagas.

A universidade deverá ressaltar aos convocados o fato de que a convocação tem caráter precário, decorrente de decisão judicial de caráter liminar que pode ser revertida posteriormente, e os candidatos só poderão ser admitidos se aceitarem o risco. Caso não aceitem, devem ser convocados os próximos na ordem de classificação do exame, sem prejuízo do direito do que não aceitou de buscar indenização contra o autor da fraude.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

    Mais em Polícia

    Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

    Últimas Notícias