Diário Online
MAIO AMARELO

Conexão Brasil conscientiza sobre segurança em duas rodas

Projeto da Laquila viaja o Brasil disseminando conhecimento sobre o uso correto de equipamentos de segurança durante a pilotagem

terça-feira, 03/05/2022, 17:32 - Atualizado em 03/05/2022, 17:45 - Autor: VICTOR PINTO

Google News

 

| (crédito: Divulgação)
  

O mês de maio chegou e, com ele, a campanha Maio Amarelo, que chama a atenção para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. Segundo o Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest), em 2021 foram registrados mais de 632 mil acidentes, equivalente a 72 incidentes por hora. Do total, mais de 1/3 dos óbitos envolveu motociclistas, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica (Ipea).

Pensando nisso, a Laquila está com o projeto Conexão Brasil, que vai espalhar conhecimento sobre o universo Duas Rodas pelos 27 Estados brasileiros, tendo à frente Gilberto Dias Oliveira e Amauri Dias dos Santos, especialistas em segurança da líder no mercado de motopeças na América Latina. O objetivo do projeto é transmitir conteúdos relevantes e conscientizar sobre o uso de equipamentos de segurança durante a pilotagem. 

Em 2021, por culpa da pandemia chinesa, o projeto atuou somente no segundo semestre, mas em 6 meses as vans estiveram presentes em 217 cidades brasileiras e atenderam mais de 5.200 pessoas, rodando cerca de 37 mil quilômetros. Para 2022, a expectativa é triplicar esses números.

E confira algumas dicas de segurança dadas pelo projeto Conexão Brasil:

CAPACETE – O capacete é o principal item de segurança do piloto e reduz ou evita consequências na cabeça, além de proteger contra vento, insetos etc. Sendo assim, a melhor escolha de um capacete não é pelo valor, mas sim pelo conforto e segurança que pode proporcionar. Ao escolhê-lo, é importante ter certeza que está bem justo na cabeça, pois um capacete folgado pode “saltar” numa colisão.

PROTETOR DE PESCOÇO – O pescoço é uma das regiões mais sensíveis do corpo e, para protegê-lo, é indicado o uso de protetor nessa área, tanto nas competições quando no dia a dia. É uma pena que ainda seja pouco usado.

JAQUETA – Existem dezenas de modelos de jaqueta, com proteções de coluna, cotovelos e ombros – partes que necessitam de mais cuidado em casos de colisões ou quedas. Algumas oferecem airbag, impermeabilidade e proteção com malhas de Kevlar, material usado em coletes à prova de bala. Além disso, é possível encontrar jaquetas feitas para o frio (com bloqueio de vento, frio e chuva) e para o calor.

CALÇA – As calças complementam os itens importantes para a segurança de quem pilota, com proteções nos joelhos e nas coxas, além de possuírem elastano em alguns modelos, para melhor movimento da lombar e dos joelhos. Também pode ser impermeável ou com malhas de Kevlar, para evitar maiores consequências em caso de quedas ou colisões.

PROTETOR DE COLUNA – São de muita importância para quem anda em alta velocidade, podendo ser usado com ou sem macacão. São feitos de vários tipos de materiais, com ABS, poliéster ou EVA, gerando proteção e flexibilidade.

LUVAS E BOTAS – As primeiras partes do corpo a tocar o chão em caso de queda são as mãos e os pés. Portanto, luvas e botas são indispensáveis para a segurança dos pilotos. No caso das luvas, existem modelos adequados para cada tipo de usuário, inclusive com recurso que não torna necessária a retirada das luvas para digitar o celular – vale lembrar que o uso do smartphone só deve ser feito com a moto parada e estacionada.

Veja mais no site do Auto Destaque.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS