Diário Online
ESPLANADA

Bares, restaurantes e academias: observadores alertam crescimento da covid; leia na coluna do Mazzini!

Aumento das despesas com home-office também é destaque na coluna de hoje

sexta-feira, 18/12/2020, 09:16 - Atualizado em 18/12/2020, 09:15 - Autor: Leandro Mazzini


O estudo foi realizado pelo Observatório da covid
O estudo foi realizado pelo Observatório da covid | Reprodução

Pesquisadores e técnicos de universidades que integram o Observatório Covid-19 lançam um alerta de forte tendência de crescimento de casos, internações e óbitos em quase todo o país, especialmente nos estados do Sul e Sudeste. A retomada de muitas atividades e as reuniões e festas de fim de ano preocupam porque podem piorar uma situação que já é grave, reforçam os pesquisadores. Tanto as análises do Observatório Covid-19 como os dados do Painel Coronavírus do próprio Ministério da Saúde mostram que a tendência de queda no número de casos e óbitos, verificada há pouco tempo, já se reverteu completamente.

Inação  

Os pesquisadores atribuem o aumento dos casos a vários fatores, como a falta -  praticamente absoluta -, de políticas de testagens, rastreio e isolamento das pessoas infectadas, além da inação de governos municipais, estaduais e, principalmente, federal.

Bares

Diante da saturação do sistema de saúde em vários estados, o Observatório avalia que o funcionamento de bares, restaurantes e academias deveria ser proibido, assim como festas e shows, em espaços públicos ou privados.

Quando?

O Ministério da Saúde nega que a vacinação poderá ter início em 21 de janeiro de 2021. Segundo a pasta, o cronograma só será definido depois “de uma ou mais vacinas serem aprovadas e registradas pela Anvisa”.

Logística

Presentes à cerimônia de anúncio do plano nacional de vacinação no Palácio do Planalto, ministros se entreolharam quando o colega chefe da Saúde, Eduardo Pazuello, classificou a logística para distribuição da vacina como “simples”.

Guerra

Dias atrás, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, chegou a afirmar em uma live que a vacinação em massa vai exigir uma "operação logística de guerra" das Forças Armadas.

Ofensiva

Depois de decidir que terá candidatura única à disputa ao comando do Senado Federal, o MDB tentar atrair o apoio de bancadas expressivas na Casa com a oferta de presidências de comissões e cadeiras na Mesa Diretora. 

Muda Senado

Emissários do MDB já procuraram senadores do Muda Senado, que reúne 18 parlamentares. O grupo, no entanto, não abre mão da candidatura própria. O retorno do MDB ao comando, dizem senadores, “contrasta” com o nome e o lema – por mudanças - defendido pelo grupo.

Revés

Candidato do Palácio do Planalto à sucessão na Câmara, Arthur Lira (PP-AL) chegou a contabilizar os votos da bancada do PT (54) para se aproximar dos 257 necessários para vencer a disputa. O deputado pediu apoio até ao ex-ministro José Dirceu.

Martelo 

A bancada petista, no entanto, bateu o martelo e decidiu por unanimidade que não vai compor bloco com candidatura apoiada por Bolsonaro. Os deputados falam agora em construir, junto com partidos da oposição, uma candidatura para presidência da Câmara.

Home

Despesas com home office - como internet, água, alimentação, que já crescem substancialmente no verão - podem representar nos próximos meses aumento de 25% nas contas para as famílias, aponta o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas.

Turismo  

O turismo de Brasília conseguiu, pela primeira vez, credenciamento no Fundo Geral de Turismo (Fungetur). Empresas do ramo no DF terão acesso a uma linha de crédito de R$ 521 milhões para investir em empreendimentos do setor.

Dados

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro, mas muitas empresas ainda não se adequaram. Conforme pesquisa realizada pela ICTS Protiviti, consultoria de gestão de riscos e compliance, das 296 empresas sondadas, apenas 18% estão com suas ações em dia com as exigências.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS