Diário Online
Concursos
Concursos

MP recomendará anulação de concurso da Polícia

quinta-feira, 06/06/2013, 09:24 - Atualizado em 06/06/2013, 10:40 - Autor:

Google News

Depois de quatro anos de preparação para o concurso público que pretendia preencher cargos de delegado, investigador e escrivão da Polícia Civil do Estado do Pará, o candidato Silvio Mendonça se viu, novamente, diante de uma série de irregularidades que podem culminar na invalidação do processo seletivo realizado no dia 5 de maio deste ano. 


Ciente das denúncias após reunião realizada com uma comissão dos concursandos na manhã de ontem, a promotora de justiça do Ministério Público do Estado do Pará, Elaine Castelo Branco, já instaurou um inquérito civil para apurar os fatos e deve pedir a anulação do concurso.


Segundo a promotora, as denúncias observadas no concurso 001, de 2013, são ainda mais graves que as observadas quando houve a anulação do concurso anterior da Polícia Civil, realizado em setembro do ano passado. 


“São diversas denúncias que são gravíssimas como o uso de celulares em sala de aula, celulares que tocaram, o número reduzido de fiscais. Temos relatos de candidatos que, ao ir ao banheiro, ouviram outras pessoas falando ‘passa logo as respostas’, então, são denúncias até mais graves que as identificadas no concurso anterior”, apontou. “Já foi instaurado um inquérito civil para apurar as denúncias de irregularidades e hoje (ontem) ou amanhã (hoje) estaremos expedindo uma recomendação para a anulação do concurso”.


PRISÃO


A promotora ainda informou que recebeu informações de cinco fontes diferentes de que uma pessoa foi presa durante a realização da prova do concurso em questão, fato que não teria sido divulgado. “Soubemos que houve uma prisão em flagrante que não foi divulgada, mas estamos solicitando o depoimento desta pessoa. Essa informação não havia chegado ao MP. Eu fiquei sabendo ontem (terça-feira)”.


Enquanto os procedimentos de investigação são adotados pelo Ministério Público, a expectativa de Silvio Mendonça, um dos candidatos ao cargo de delegado, é a de que o concurso seja realmente anulado. 


“É muito frustrante essa situação. Eu fui aprovado no concurso C-149 e até agora não fui chamado. Fiz as provas do concurso de 2012 que foi anulado e fiz o de agora de 2013 que tem que ser anulado também”, desabafou. 


Também concorrente ao cargo de delegado, o advogado Marx Picanço também espera que a atuação do MP resulte na invalidação do processo seletivo que, segundo ele, continua correndo normalmente. “Temos indícios de irregularidades que vão desde interceptação telefônica com probabilidade de venda de gabarito, até a prisão de uma pessoa e o depoimento de quatro policiais sobre essa prisão. Tem um inquérito na corregedoria da polícia”. 


Segundo a promotora, a Secretaria de Estado de Administração (Sead) já foi acionada para falar sobre o assunto. “Encaminhamos um ofício à Sead ontem para que eles se manifestem dentro do prazo de 10 dias”.


Sead diz que prova ocorreu de acordo com as normas 


Em nota, a Sead e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), informam que “o concurso ocorreu de acordo com as normas previstas no edital, no que se refere a questões de segurança, logística, procedimento e de conteúdo, observando regiamente o edital, havendo articulação prévia com a área de segurança pública do Estado para assegurar todas as condições de realização” .


Informou ainda que foram ofertadas todas as condições físicas infraestruturais de segurança para garantir a lisura do certame. “Então, o recolhimento dos aparelhos celulares em sacos plásticos devidamente isolados, a fiscalização com detector de metais na porta de entrada de cada um dos locais de prova, inclusive dos banheiros, vistoria dos locais de realização de provas, acompanhamento dos coordenadores e dos fiscais e da polícia quando necessário, foram medidas adotadas à segurança de realização das provas”.


Afirmou que a Sead, a Polícia Civil, Uepa e a comissão do concurso estão à disposição para apurar as supostas irregularidades e para os esclarecimentos necessários.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS