Diário Online
Dino
Dino

Transferência de tecnologia visa ao fortalecimento da agricultura na África

sexta-feira, 29/10/2021, 12:07 - Atualizado em 30/10/2021, 21:56 - Autor: DINO



Acreditar na força da educação e capacitação e promover a produtividade na agricultura. Esse é o foco da parceria para transferência de tecnologia agrícola entre Brasil, via iniciativas de empresas e instituições do segmento e África, por meio do Centro Internacional de Transferência de Tecnologia Agrícola (CIITTA).

O CIITTA é uma organização sem fins lucrativos que trabalha para fortalecer a agricultura nos países em desenvolvimento, por meio de iniciativas de transferência de tecnologia e atividades de treinamento e capacitação com foco em pequenos e médios agricultores e extensionistas.

O programa possui uma gestão profissionalizada com um amplo escopo de atividades na oferta de treinamento e capacitação em toda a cadeia de valor agropecuária, desde a produção básica até o processamento da produção, passando por ferramentas de gestão empresarial, sustentabilidade socioambiental entre outras.

Quem apostou na ideia foi a Baldan, empresa brasileira de implementos agrícolas. A empresa foi a primeira do setor de máquinas a se associar ao programa em 2020.

De acordo com o Diretor Comercial da Baldan, Oswaldo Marques, a mecanização agrícola é fundamental para aumentar a produção de mais alimento e o CIITTA proporciona a capacitação para os implementos e operações para que as tecnologias sejam aplicadas corretamente.

"A Baldan acredita e apoia esse trabalho participando ativamente e levando tecnologia e conhecimento a quem mais precisa. Acompanhamos o projeto desde o início e entendemos a importância no contexto atual de produção mundial de alimentos e combate à fome, sobretudo no continente africano, onde estamos presentes. Temos uma preocupação muito grande com a capacitação, assistência técnica e uso adequado das tecnologias para contribuir para o desenvolvimento de todo o potencial da agricultura africana", explica Marques.


Extensão na prática

O CIITTA realiza intercâmbios técnicos e culturais entre as nações por meio da cooperação Sul-Sul entre o Brasil e países em desenvolvimento do continente africano, América Latina e América Central.
Para Altamir de Araújo Roso Filho, vice-presidente do CIITA, a importância da participação das empresas brasileiras é crucial para o sucesso do compartilhamento do conhecimento sobre produção e tecnologias de agricultura em áreas tropicais.

"Todo esse conhecimento vai alimentar esse centro de inteligência e transbordar em termos de pessoas impactadas, pois cada pessoa treinada será replicadora em seus locais, suas regiões, contribuindo para a formação continuada e para a finalidade maior que é aumentar a produção na África e combater a fome no continente. O projeto inicialmente vai atender 600 pessoas da Nigéria, dentro do Projeto Green Imperative, e que serão capacitadas na sede do CIITA em Uberaba-MG. As tratativas já estão avançadas e as questões sobre a saúde, em razão da pandemia, estão sendo consideradas para a continuidade das atividades, comenta Roso.

Como apoiadora, a empresa de implementos contribui desde os inícios das atividades na capacitação de técnicos e extensionistas para difundir as melhores práticas de produção e processamento agrícola em seus países de origem, por meio de um processo estimulante de aprendizagem na absorção de novos conhecimentos e habilidades, com a disponibilização de equipamentos e profissionais para esses treinamentos.

"Em consonância com as atividades do CIITTA, que buscam capacitação profissional inclusiva e empoderamento de jovens e mulheres na formação de habilidades técnicas e acesso a tecnologias ambientalmente corretas, a Baldan tem atuado na concessão dos implementos para viabilizar de forma prática os treinamentos dos agricultores. Agora damos um passo a mais em nossa atuação no programa e estamos oficialmente disponibilizando equipamentos para o projeto que com certeza vão contribuir para o avanço das capacitações que estão sendo realizadas", comenta Adriano Bossini, Gerente de Exportação da Baldan.

Formalização dos trabalhos

No dia 5 de outubro, num evento oficial na sede do CIITA, em Uberaba-MG, a Baldan reforçou sua participação no projeto com a disponibilização de equipamentos desenvolvidos pela empresa, produtos com avançados conceitos de engenharia, que se destinam ao preparo do solo e plantio de diversos tipos de culturas.

"A empresa exporta seus produtos há mais de 40 anos e sempre esteve voltada para a capacitação de seus representantes nos mais de 75 países onde atua e com forte presença no continente Africano", finaliza o Diretor Presidente da Baldan, Celso Ruiz.




Website:

https://www.baldan.com.br/
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS