Diário Online
Dino
Dino

GreenYellow substitui condicionadores de ar em lojas do GPA para gerar economia

sexta-feira, 29/10/2021, 12:14 - Atualizado em 30/10/2021, 21:56 - Autor: DINO


A GreenYellow, empresa especializada em eficiência energética, energia solar, comercialização e gestão de energia, encara a questão do consumo energético de forma integrada, visando imprimir uma abordagem completa, que se estende por todo processo de geração e utilização do recurso. Com esse conceito como foco, a GreenYellow estudou o impacto da substituição dos ventiladores de fancoils, condicionadores de ar que utilizam água com temperatura controlada e tratada em seu sistema, pela versão eletrônica de alta eficiência do equipamento, que é redimensionado para a real necessidade do projeto, visando a redução do consumo de energia. Após verificar o potencial de se economizar aproximadamente 10 GWh ao ano por meio desse procedimento, em 2020, a GreenYellow implantou um projeto-piloto em três lojas do GPA, sendo duas delas localizadas na capital do estado de São Paulo e uma no interior (Araraquara). Devido ao sucesso dessa implementação, foi firmado um contrato de oito anos com o GPA, envolvendo a substituição dos ventiladores de fancoil em lojas que tenham potencial de redução e o número de lojas implantadas pode chegar a 39. "Um dos grandes diferenciais nesse projeto foi o fato da equipe da GreenYellow ter se aprofundado realmente nos estudos para extrair todos os números e métricas possíveis, inclusive, nos ajudando na identificação de melhorias de consumo energético, o que nos permitiu usar um nível menor do recurso, com melhores resultados", afirma Claudio Vicente Barbosa, diretor de Manutenção do GPA. Essa iniciativa vem ao encontro de outro projeto implementado recentemente pela GreenYellow junto ao GPA, o qual visava substituir os chillers dos sistemas de ar-condicionado em seis lojas do Extra Hiper, representando uma redução de 23% no consumo de energia do ar condicionado das unidades. Entre os trabalhos de estudos e obras, a implementação ocorreu num período de dois meses, em cada unidade. "Com o projeto-piloto em prática, percebeu-se a redução do nível de ruído e maior conforto acústico na loja, o ganho de eficiência energética em função da adaptação à demanda térmica do salão de vendas, bem como uma menor necessidade de manutenção decorrente da troca de correia-polia por acionamento direto, item que também impacta na eliminação de perdas de energia", avalia Barbosa. "O modelo de negócio utilizado foi o contrato de performance, que permite ganhos baseados no coeficiente de desempenho do equipamento, garantidos ao longo do acordo firmado", explica Alan Pousa, diretor de operações da GreenYellow.



Website:

http://www.greenyellow.com.br
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS