Diário Online
Dino
Dino

Gêmeos digitais são tendência crescente no setor industrial

segunda-feira, 07/03/2022, 11:31 - Atualizado em 07/03/2022, 14:58 - Autor: DINO

Google News


Um dos temas em alta no setor industrial são os digital twins, ou gêmeos digitais. Essa tecnologia vem crescendo a cada dia e se tornando indispensável, segundo uma pesquisa da Gartner, feita em 2019, os digital twins já eram listados no top 10 de tendências

Eles são, basicamente, uma reprodução feita em meio digital, que pode ser de um produto, estrutura ou processo. Imitam os comportamentos do item real e interpretam no ambiente online, funcionando como se fosse um espelho. O Gartner também prevê que até 2024 milhões de objetos e processos serão simulados utilizando gêmeos digitais. 

Tecnologia que vai além da Inteligência Artificial, o digital twin utiliza dados de diferentes sistemas para imitar os comportamentos do gêmeo físico diante de diversos fatores. Devido a essa integração de sistemas, é muito fiel na simulação.  

Os tipos de gêmeos digitais

Os digital twins podem ser divididos em alguns grupos: produtos, processos e equipamentos. O gêmeo digital de produtos serve para fazer o teste de determinado produto, estrutura ou peça que ainda não foi produzida, simulando as características às quais ela será exposta. Dessa forma é possível prever possíveis problemas de projeto e corrigi-los ainda na fase de simulação.

Já os gêmeos de processos são utilizados para simular diferentes processos de fabricação, facilitando a tomada de decisão. É possível criar, por exemplo, o gêmeo digital de todo o chão de fábrica e assim ter uma visão macro do ambiente.

Isso ajuda a entender qual o melhor layout industrial, de forma que os colaboradores possam circular livremente e acessar os locais necessários de modo fácil, evitando acidentes de trabalho e dificuldades de locomoção.

Por último, os gêmeos de equipamentos, também chamados gêmeos de otimização, simulam equipamentos que já existem e calculam como o original irá reagir diante de determinadas variáveis ou sazonalidades que podem ocorrer. Isso antecipa problemas como sobrecarga de um equipamento, por exemplo, possibilitando que seja feito um ajuste da potência ou uma manutenção preventiva. 

Benefícios dessa tecnologia na indústria

Segundo Aloisio Arbegaus, que é Diretor Comercial da empresa de softwares Teclógica, ao utilizar gêmeos digitais, os processos se tornam mais inteligentes, pois são baseados em análise de dados. “Tudo é simulado de forma digital, calculando impactos a curto, médio e longo prazo, o que auxilia a fábrica a ter mais escalabilidade diante de mudanças.”

Além disso, as avaliações de desempenho dos equipamentos permitem que a fábrica trabalhe com uma melhor capacidade produtiva e a identificação de falhas se torna muito mais rápida. “Com processos mais eficientes, há redução de tempo na cadeia produtiva. Os colaboradores trabalham de forma mais ágil e organizada, resultando em produtos finalizados mais rapidamente”, completa.

Segundo dados da multinacional Dassault Systèmes, os digital twins resultam em melhoria do tempo gasto no desenvolvimento de um produto em 15% e redução do custo de NPI (Introdução de Novos Produtos) em 20%.

“Utilizando simulações é possível melhorar também a logística da produção e evitar transtornos como, por exemplo, o impacto de peças durante o processo produtivo, ou fluxos desconexos”, afirma Aloisio. Para otimizar isso, os gêmeos de processos levam em consideração o trajeto da produção, velocidade, quantidade e, claro, calculando o menor tempo possível.

Aloisio finaliza dizendo que a integração de sistemas oferecida pelos gêmeos digitais faz com que o chão de fábrica se torne mais conectado e sem barreiras entre os departamentos. “Isso facilita a comunicação do chão de fábrica e minimiza as chances de erro”, finaliza.



Website:

https://www.teclogica.com.br/
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS