Diário Online
Dino
Dino

Um novo momento da indústria do papel e o recente player, a Blendpaper

quinta-feira, 10/03/2022, 08:49 - Atualizado em 10/03/2022, 12:06 - Autor: DINO

Google News


O protagonismo do papel como matéria-prima é cada vez mais evidente e o mercado tem sido extremamente receptivo com as soluções produzidas em papel. Segundo IBÁ, Indústria Brasileira de Árvores, desde o ano de 2017 o Brasil tem sido o maior exportador de celulose – que é matéria-prima do papel – do mundo e o segundo maior produtor, só perdendo para os Estados Unidos. Este número baseado na produção de celulose regulamentada e certificada, focadas nas florestas legalizadas de áreas de reflorestamento. O IBÁ ainda menciona que a produção de celulose vem batendo recordes e só em 2021 cresceu por volta de 7,4% em relação ao ano anterior, hoje a matéria-prima celulose representa cerca de 1,3% do PIB nacional obtendo uma receita bruta de mais de US$ 10 bilhões. 

Este crescimento vem de encontro com todo o movimento global sobre a responsabilidade da destinação e tratamento de resíduos e conscientização sustentável sustentabilidade, onde o papel se torna a grande alternativa de material para a produção dos mais diversos tipos de produtos. Esta preferência já acompanha a opinião popular, pois neste ano de 2022, o Instituto Ipsos realizou uma pesquisa onde 75% dos entrevistados disseram preferir utilizar materiais como o papel para o que for possível em diferentes aplicações do que utilizar o plástico descartável.  

Reduzir plástico e aumentar o uso do papel é um caminho necessário. A ONU, Organização das Nações Unidas, tem sido uma das maiores agentes incentivadoras desta mudança de comportamento. Uma pesquisa realizada pela ONU no final de 2021 apontou que 85% dos resíduos que vão parar em nossos oceanos são feitos de plástico e a poluição das águas tem se tornado um problema cada vez maior, impactando nossa biodiversidade e intensificando cada vez mais o aquecimento global.  

Papel é material acessível, versátil, ecologicamente correto e tem aberto caminhos que antes não eram explorados. Tem deixado de ser um ativo exclusivamente concentrando em indústrias, grandes empresas e mercado gráfico editorial e passa a ser ainda um aliado de pequenas empresas, profissionais autônomos, artistas e artesões, que veem no papel milhares de possibilidades para criar, e empreender prosperando em diferentes setores de negócio.  

Compreendendo que esta transformação é muito importante para o bem coletivo e um caminho irreversível, a indústria do papel atual visa atender estas demandas com excelência, inovação e modernização dos processos. Adequando produtos, aplicações, formatos e outras necessidades para atender tanto a indústria, em larga escala, bem como o consumidor final, em formatos menores, embalagens de autosserviço, mix diversificado para o mercado de artesanato, artes, cartonagem, festas e outras formas de empreendedorismo.  

O Sebrae menciona que nos últimos anos houve uma alta no setor de papelaria, que vem com uma nova roupagem, onde o foco não é exclusivo nos produtos industrializados, e sim materiais produzidos de forma artesanal.  Fato é que as grandes empresas brasileiras produtoras de papel já entenderam a necessidade de adaptação e tem se transformado para se destacarem neste novo momento de crescimento.  

A fábrica de papel de Salto-SP, no interior de São Paulo, é uma das pioneiras na produção de papéis para diferentes aplicações na indústria há mais de 130 anos, é responsável pela produção do papel moeda do Brasil desde os anos 70, atendendo diversos outros países da América Latina. Recentemente, a empresa foi adquirida por um grupo de investidores brasileiros que entenderam a evolução como parte natural do processo no que diz respeito a produção de papel. 

Pensando em continuar pioneira e referência na produção de papéis, nascem a BP Security, responsável por produtos de segurança e a Blendpaper, voltada à produção de papéis coloridos na massa, papéis convertidos, papéis para embalagem e papéis especiais.

“Misturamos a tradição de mais de 130 anos com a inventividade desta nova gestão e criamos uma nova marca. Viemos com o frescor entusiasmado de renovação e evolução, mas ainda assim preservando a excelência na qualidade em todos os produtos que fazem parte da nossa história. Norteados por uma visão de futuro ousada e arrojada, vislumbramos atingir novos patamares. Blendpaper é a mistura que acompanha a inovação no papel” comenta Bruno Drago, Diretor de Comercial da Blendpaper. 



Website:

http://blendpaper.com.br/
Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS