Diário Online
DOCUMENTÁRIO

Filme selecionado na lei Aldir Blanc reflete sobre a doutrina do Santo Daime

“Consagração” mostra o envolvimento de um fotógrafo ao captar imagens da cerimônia religiosa

terça-feira, 16/03/2021, 22:10 - Atualizado em 16/03/2021, 22:09 - Autor: Com informações de divulgação


Imagem ilustrativa da notícia: Filme selecionado na lei Aldir Blanc reflete sobre a doutrina do Santo Daime
| Raimundo Paccó/Divulgação

Poucas doutrinas religiosas estiveram tão envoltas em uma mistura de curiosidade, estranhamento, preconceito e até, durante certo tempo, modismo, como a que envolve o uso da ayahuasca.

O Santo Daime ainda hoje tem a capacidade de provocar acaloradas discussões. Mas não foi em busca de polêmicas que o fotógrafo Raimundo Paccó se embrenhou no interior do Acre para acompanhar e registrar de perto o cotidiano e o cerimonial dos que convivem diariamente sob a doutrina nascida da floresta.

Em 2016, Paccó iniciou as gravações de um documentário envolvendo o Santo Daime. Intitulado ‘Consagração’, a obra permanecia guardada na ‘gaveta’ do fotógrafo, inacabada, precisando ser finalizada. Com o edital da Lei Aldir Blanc, a jornalista e editora Natia Ney Machado, percebeu ali a possibilidade de trazer o documentário à luz.

 

| Raimundo Paccó/Divulgação
 

‘Consagração’ foi um dos projetos contemplados na Lei Aldir Blanc na categoria finalização. Com isso, a editora voltou a se debruçar no material.

A mistura de vídeo e fotos que compõe o documentário possuía uma edição inicial, mas tanto Nátia Ney como Paccó chegaram à conclusão sobre a necessidade de uma nova montagem. “Há correções a serem feitas, realinhando o material”, explica a editora, que passou a se cercar de uma equipe experiente para a empreitada. Nomes como o de Márcio Cruz e Arthur Santos, braços direito e esquerdo na sala de edição.

A produtora Montagem Paralela também foi adicionada ao grupo, para organizar o resultado final, dando ao documentário condições para ganhar o mundo após sua finalização. O

roteirista Ismael Machado reestruturou o roteiro original, em uma narrativa agora focada no próprio fotógrafo. A produtora Farol Filmes também se uniu ao projeto, para auxiliar na finalização.

 

| Raimundo Paccó/Divulgação
 

Mais que a concretização de um filme, Consagração significa para o fotógrafo, um reencontro com o passado. Nascido no Acre, Paccó sempre teve a presença da floresta e do daime próximos. Depois de colocar o pé na estrada e obter reconhecimento nacional e internacional, o fotógrafo voltou o olhar para a própria origem. E o filme se baseia nessa reflexão. O homem amazônico e o ser urbano parecem dialogar entre si, como se a floresta e o concreto buscassem um ponto de convergência. “Registrar o cerimonial do Santo Daime foi trazer de volta minha própria herança amazônica”, diz.

O filme traz imagens do ritual no Acre, no interior do Maranhão e dialoga com praticantes paraenses. No Maranhão, o foco foi na comunidade de São Vicente Ferrer, pequena localidade que viu nascer Raimundo Irineu Serra, o Mestre Irineu, considerado o iniciador da doutrina do Santo Daime. Muitos descendentes dele ainda moram no lugarejo, que respira a história do Daime.

 

| Raimundo Paccó/Divulgação
 

“Descobri que tudo o que envolve essa história do Daime no Acre acaba tendo relação com memórias antigas minhas. Coisas da infância, de adolescência. A gente às vezes se afasta das origens, mas elas não se afastam de nós”, reflete Paccó.

Já Nátia Ney Machado, principal responsável pelo projeto ‘sair do limbo’ e ganhar novo fôlego, afirma que rever as imagens, tanto em vídeo como em fotos, foi como um mergulho nas águas profundas da Amazônia. “É um tempo completamente diferente do que a pressa urbana nos impõe. Foi isso que agora, na finalização, buscamos enfatizar. O contraste dessa busca por equilíbrio em meio a um mundo caótico”.

‘Consagração’ é um projeto selecionado na Lei Aldir Blanc, que uniu Associação dos Artistas Visuais do Sul e Sudeste do Pará, Lei Aldir Blanc, Secult, Governo do Pará, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS