Trabalho minucioso, dedicação e compromisso com a preservação de um patrimônio arquitetônico e cultural de todos os paraenses. Cinco meses antes da data prevista no cronograma da obra, o Governo do Pará entrega neste sábado (25) o Centro Cultural Palacete Faciola, no centro de Belém, após o casarão do início do século XX ser totalmente restaurado.

Representante de um tempo de urbanização da capital paraense proporcionado pelo comércio da borracha, o imóvel, após anos de abandono, recebeu um investimento superior a R$ 15 milhões e será devolvido à população pelo governo, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Secretário Bruno Chagas: equipe dedicada e obra concluída, “Conseguimos antecipar em cinco meses a previsão de entrega, que era de 25 meses, o que foi possível pelo trabalho incansável e pela dedicação da equipe da Secult, que fez a diferença para que a obra ganhasse maior ritmo”, destaca o titular da Secult, Bruno Chagas.

O Centro Cultural é composto por três casas, e abriga o Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (DPHAC), além do Museu da Imagem e do Som (MIS). Dispõe de um auditório para mais de 100 pessoas, e servirá às atividades ligadas às manifestações e expressões da cultura material e imaterial do Pará.

Recomeço 

O diretor do MIS, Januário Guedes, ressalta que após 50 anos de criação, é a primeira vez que o Museu terá um espaço próprio, totalmente estruturado e adequado para receber um acervo de relíquias da produção audiovisual. “É um momento muito importante. O MIS já passou por muitos locais, como o Theatro da Paz, Centur e Complexo de Santo Alexandre, mas essa é a primeira vez que terá um espaço feito para ele. É um passo enorme, que vai contribuir para a preservação da nossa memória. Considero um recomeço do MIS”, afirma Januário Guedes, diretor do MIS: preservação da memória.

Leia também:

Palacete Faciola é restaurado e vira novo ponto turístico

Palacete Faciola vira Centro Cultural prestes a ser entregue

O passado chega ao presente em ruínas

O projeto de preservação do patrimônio histórico do Estado realizado no espaço incluiu a restauração das fachadas das três casas; a recomposição espacial dos edifícios; instalação de novas portas e janelas em madeira; reintegração de pisos e forros; recomposição da cobertura, e reintegração de rebocos e revestimentos internos, sempre respeitando o caráter histórico das construções.

| Foto: Leandro Tocantins/Agência Pará

Também foi feito todo o paisagismo da área externa e instalados sistemas elétricos, hidrossanitários, de drenagem, acústico, de ar-condicionado, logística e de prevenção e combate a incêndio.

Peças do acervo do Museu da Imagem e do Som, agora instalado no Palacete Faciola, “Este é um exemplo simbólico da preocupação do governo, desde o início da atual gestão, com a preservação do patrimônio material, imaterial e da memória dos paraenses. Essa obra faz a recomposição da nossa memória. O Palacete tem uma localização privilegiada, e conta uma história de um cenário de muitas transformações urbanísticas e uma arquitetura muito rica, que integra os estilos Art Noveau, Barroco e Neoclássico, que refletem a natureza e a beleza de Belém. O Palacete é um centro rico e vivo de uma história que é nossa, do povo do Pará”, ressalta Bruno Chagas.

Primeiras exposições

Na solenidade de entrega do espaço também serão abertas três exposições. A primeira - “Belém Passado/Presente” - é uma homenagem do governo do Estado ao professor, arquiteto e urbanista Flávio Nassar, falecido em março deste ano. A exposição será composta por uma maquete do centro histórico de Belém, que ficará exposta durante quatro meses em uma das salas do Centro Cultural. Exposição 'Belém Passado/Presente' mostra uma maquete do centro histórico da capital paraense.

A segunda exposição

Memorial Palacete Faciola, visa transformar o espaço em si numa ação permanente de educação patrimonial, valorizando os detalhes arquitetônicos e as pinturas artísticas das edificações, assim como o entendimento do modo de vida da Belle Époque. Há ainda a exposição permanente “Cinema, televisão e audiovisual na coleção do MIS, um breve recorte”, que reunirá acervos e equipamentos da memória audiovisual paraense.

| Foto: Leandro Tocantins/Agência Pará

A entrega do Centro Cultural Palacete Faciola será as 17 h, com apresentação da Amazônia Jazz Band. O show será aberto ao público pela Rua Doutor Moraes. O Centro Cultural Palacete Faciola fica na Avenida Nazaré, n° 194, no bairro de Nazaré.

O Centro Cultural Palacete Faciola é reintegrado ao cenário de Belém após completa restauração. | Leandro Tocantins/Agência Pará

Conteúdo Patrocinado

MAIS ACESSADAS