Diário Online
HISTÓRIA

Visita a museu durante as férias é uma boa opção em Belém

Espaços abertos ao público no centro histórico da capital paraense oferecem uma mistura de entretenimento com conhecimento para os visitantes

quarta-feira, 06/07/2022, 09:20 - Atualizado em 06/07/2022, 09:26 - Autor: Wesley Costa

Google News

Reaberto recentemente, o Palacete Faciola encanta o público
Reaberto recentemente, o Palacete Faciola encanta o público | Wagner Santana / Diário do Pará

As férias escolares chegaram e quem pretende ficar pela capital do Estado durante esse mês de julho, também tem opções de lazer. Além das praças e outros pontos turísticos a céu aberto para aproveitar o verão, uma outra dica é fazer um tour pelos museus e espaços culturais que carregam grande parte da história de Belém, e ensinamento sobre
os povos originários da Amazônia.

Ontem, o DIÁRIO percorreu alguns desses espaços de visitação que são abertos gratuitamente todas as terças-feiras, para receber moradores e também os turistas que vistam a mangueirosa. Entregue totalmente reformado há poucos dias, o Palacete Faciola, localizado no cruzamento da avenida Nazaré com a travessa Doutor Moraes, tem atraído um grande público que fica encantado com cada
detalhe do casarão datado de 1901.

 

Outros lugares, como o espaço cultura da Casa das Onze Janelas, o Museu de Arte Sacras e o Forte do Castelo, também estão abertos para receber turistas e moradores e moradores de Belém durante este mês
Outros lugares, como o espaço cultura da Casa das Onze Janelas, o Museu de Arte Sacras e o Forte do Castelo, também estão abertos para receber turistas e moradores e moradores de Belém durante este mês | Wagner Santana / Diário do Pará
  

Quem visita o prédio histórico transformado em centro cultural pode contar com uma vista da sua sacada lateral, um espaço de café e também ter contato com parte da história do cinema e da imprensa no Pará, por meio do Museu da Imagem e do Som (SIM). “Sou encantada por museus e sem dúvidas, essa é uma programação fantástica para as férias. Sempre que posso faço essas visitas
que nos enriquece muito culturalmente”, disse Yasmin Mauad, 23.

Algodoal e Fortalezinha formam o paraíso na “mãe da terra”

As corredeiras e cachoeiras a 2h de Belém

Outro espaço que também costuma receber bastante visitantes em todas as épocas do ano é o Museu do Encontro. Localizado no Forte do Castelo, no bairro da Cidade Velha, o público que adentra o local encontra peças que fazem parte da fundação de Belém. Construído ainda no século XVII, o museu tem em sua exposição peças de cerâmicas marajoaras, tapajônicas, indígenas e vários fragmentos de objetos e relíquias históricas.

Bem ao lado há outras duas opções de museus para visitar e aprender um pouco mais sobre a história de Belém, por meio de peças que estão expostas ao público. O Museu de Arte Sacra conta com um acervo de quase 400 peças entre pintura, talha, gesso, prataria e outros objetos litúrgicos. Já quem gosta de assistir um belo pôr do sol no final da tarde e contemplar a beleza do rio que banha a cidade de Belém, conta ainda com o espaço cultural Casa das Onze Janelas.

 

Uma visita pelos museus e espaços culturais são uma boa opção para quem está em Belém nestas férias.
Uma visita pelos museus e espaços culturais são uma boa opção para quem está em Belém nestas férias. | Wagner Santana / Diário do Pará
  

Construído no século XVIII, desde 2002 o espaço tem sido palco para artistas que expõem suas artes como forma de difundir e provocar reflexões sobre a arte contemporânea brasileira. “Eu acho muito válido incluir a visitação aos museus durante esse período de férias, principalmente trazendo as crianças para que elas possam ter esse contato com a história da cidade e assim, passem a valorizar seus espaços”, disse o paulista e professor, Antônio Coruma.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS