plus

Edição do dia

Leia a edição completa grátis
Previsão do Tempo 26°
cotação atual R$


home
IGARAPÉ-MIRI

Alunos criam curta-metragem sobre a Matinta Pereira no Pará

O curta-metragem sobre a Matinta Pereira é dirigido pelo professor Railson Wallace e desenvolvido por crianças de uma escola na cidade de Igarapé-Miri

Imagem ilustrativa da notícia Alunos criam curta-metragem sobre a Matinta Pereira no Pará camera O tema da vez é a "Matinta Pereira". A lenda é reproduzida Alane Rodrigues, atriz mirim que dá vida ao personagem | Divulgação

O Coletivo Audiovisual Anima Lendas de Igarapé-Miri, já trabalha na conclusão do curta-metragem que vai abordar a enigmática lenda do folclore amazônico: a Matinta Perera, aquele ser assustador que se esconde nas trevas das matas da Amazônia, o terror da nossa infância de muitas crianças.

Criado em outubro do ano de 2015, o Anima Lendas surgiu com o objetivo de registrar e divulgar as lendas amazônicas com ênfase no município de Igarapé-Miri, localizado na Região do Baixo-Tocantins. Como método, o coletivo utiliza uma didática diferenciada, unindo tecnologia e tradição. O Projeto transforma a tecnologia de vilã à aliada na divulgação e perpetuação dessas narrativas, sendo uma ponte para jovens e idosos.

Gravação de cena do curta nas margens do rio Igarapé-Miri
📷 Gravação de cena do curta nas margens do rio Igarapé-Miri |Divulgação

O Anima Lendas realiza entrevistas com idosos de Igarapé-Miri e adapta as lendas coletadas para ilustrações, textos, peças teatrais, mini documentários e curtas-metragens, tudo produzido na cidade e divulgado nas redes sociais, blog e canal de vídeo do projeto. Ou seja, a organização dá vida ao imaginário do povo miriense, registrando, divulgando e fazendo com que essas histórias voltem a repercutir na sociedade.

Gravação de cena do curta em casa ribeirinha
📷 Gravação de cena do curta em casa ribeirinha |Divulgação

O projeto é desenvolvido em parceria com a Escola Municipal de Ensino Fundamental Aristóteles Emiliano de Castro, que cede seus alunos através das oficinas, para as apresentações teatrais e produção dos curtas. Todos os atores dos filmes produzidos pelo coletivo são crianças e adolescentes com idades entre 11 e 14 anos.

Conteúdo relacionado

A história do curta-metragem "Matinta Perera", se passa no início da década de 60, em um pequeno povoado ribeirinho no interior do Município de Igarapé-Miri, e retrata uma das lendas mais populares e assustadoras da região amazônica. A Matinta é descrita como uma senhora idosa, vestida de preto, que fuma cachimbo e persegue e amaldiçoa os moradores da região onde reside.

Quer saber mais notícias de entretenimento? Acesse o nosso canal no WhatsApp

O filme vai estrear na noite de 10 de dezembro, com uma vasta programação cultural na sede do Sintepp Subsede Igarapé-Miri e com publicação do curta no canal de Youtube do projeto, que foi selecionado no Edital Prêmio FCP de Incentivo à Arte e Cultura e está sendo patrocinado pela Fundação Cultural do Pará e Governo do Pará.

VEM SEGUIR OS CANAIS DO DOL!

Seja sempre o primeiro a ficar bem informado, entre no nosso canal de notícias no WhatsApp e Telegram. Para mais informações sobre os canais do WhatsApp e seguir outros canais do DOL. Acesse: dol.com.br/n/828815.

tags

Quer receber mais notícias como essa?

Cadastre seu email e comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Conteúdo Relacionado

0 Comentário(s)

plus

Mais em Cultura

Leia mais notícias de Cultura. Clique aqui!

Últimas Notícias