Diário Online
LISO?

Galo duro? Fiuk esclarece sobre atual situação financeira

O artista participou do BBB21 e afirmou que não recebe mesada do pai

quarta-feira, 05/05/2021, 19:45 - Atualizado em 05/05/2021, 20:34 - Autor: Fernanda Pereira Neves/Folhapress


A condição do filho de Fábio Junior acabou gerando memes nas redes sociais
A condição do filho de Fábio Junior acabou gerando memes nas redes sociais | Reprodução

O ator e cantor Fiuk, 30, falou nesta quarta-feira (5) sobre a polêmica em torno de sua situação financeira e afirmou que não recebe mesada do pai, o cantor Fábio Jr., 67, e que sofreu bastante o impacto da pandemia na suspensão de eventos artístico.

Quem é a mãe "pobre" de Fiuk? Conheça a ex de Fábio Júnior

Liso? Fiuk foi o que mais ganhou dinheiro no BBB21. Veja!

O artista, que ficou em terceiro colocado no Big Brother Brasil 21, com 4,62% dos votos, e levou o prêmio de R$ 50 mil, causou polêmica e virou meme nas últimas semanas ao usar sua situação financeira como justificativa para continuar no reality.

Em conversa online com a imprensa, ele afirmou que sempre viveu de eventos, desde os 16 anos, e que passou por momentos ruins recentemente. Apesar disso, ele admite que foi "um pouco over" na hora de pedir votos no programa.

"Ali dentro é muito intenso, o desespero, aquele prêmio, ainda mais depois de tanto tempo. Eu sempre tive vergonha de me expor e lá eu estava me expondo, então acho que me emocionei demais", afirmou ele. "A gente fica com tudo a flor da pele."

Emancipado desde os 16 anos, Fiuk afirmou que não recebe mesada ou ajuda financeira do pai, apesar de viver na casa dele, entre trabalhos e período na casa da mãe. "Ninguém me paga R$ 1, mas iam inventar. 'Olha o filho do Fábio Jr. mimado."

"Mas não tenho vergonha de dizer, todos têm altos e baixos. E se eu recebesse mesada do meu pai também não teria vergonha, mas ele sempre me criou assim, me incentivou que trabalhasse", afirma ele, que viu o BBB como uma oportunidade.

Segundo Fiuk não foi uma decisão fácil a de entrar no reality. Convidado pela primeira vez no ano passado, ele diz que pensou a respeito por um ano inteiro. A dúvida se juntou a situação difícil trazida pela pandemia e ele decidiu pelo sim.

Passados cem dias de confinamento, com desentendimentos e crises existenciais, o artista afirma que não se arrepende. "Sempre fui tão inseguro... Acho que tive coragem de ser eu mesmo, com defeitos e qualidade, de assumir quem eu sou".

"A gente sempre viveu nesse mundo em que temos que ser perfeitos. Sou filho do Fábio Jr., então não posso me dar mal. Mas lá eu me dei o direito de ser eu mesmo, imperfeito. Eu escondia minha depressão, minha TDA (Transtorno do Déficit de Atenção), nunca tinha postado foto fumando. Foi doloroso, mas transformador."

Fiuk afirmou que sua amizade com Juliette Freire, 31, a campeã do programa, foi um exemplo dessa evolução sua. Ele teve que superar suas manias de perseguição e inseguranças antes de se abrir a amizade, que ele afirma persistir fora do programa.

O mesmo desejo ele tem em relação a Gilberto Nogueira, 29, por quem diz ter um carinho enorme e chegou a dar um selinho. "Meu amor por ele continua, com certeza, para a vida toda. Quem sabe a gente não troca mais beijos de amigos", brinca ele.

CARREIRA A TODO VAPOR

Terminado o BBB 21, Fiuk afirma que quer já voltar aos seus projetos profissionais. Ao menos cinco músicas ele já tem feitas, prontas para serem lançadas. Segundo ele, deveriam ter saído com ele ainda no programa, mas seu produtor preferiu esperar.

"Assim que saí, ele falou 'não fica chateado comigo porque a gente não lançou as outras músicas ainda'. A gente que compõe quer muito mostrar, lançar, mas eu confio nele. Acho que no fundo não é a toa que eu canto e ele é empresário", afirma.

E muitas novas ideias de música devem surgir agora para o artista, já que ele pretende usar suas experiências no BBB 21. "Com certeza vou fazer algo sobre o programa, foi tudo muito intenso, principalmente para quem tem a sensibilidade um pouco acima da média", brinca.

Fiuk afirma que costumava ter medo do que as pessoas poderiam pensar dele e seu trabalho, mas que o programa lhe deu mais segurança. "Agora estou mais tranquilo, leve, certo do que quero fazer. É uma energia que vem do além, muito mágico."

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS