Diário Online
Esporte / Esporte Brasil
PROPOSTA

Treinador português revela proposta milionária para sair do Palmeiras

Abel Ferreira teve proposta milionária que recusou ao chegar no Palmeiras

quinta-feira, 18/03/2021, 15:19 - Atualizado em 18/03/2021, 15:29 - Autor: FOLHAPRESS


Abel Ferreira comemora dois dos principais títulos conquistados em 2020
Abel Ferreira comemora dois dos principais títulos conquistados em 2020 | Reprodução / Facebook

O técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, disse que pouco depois de chegar ao clube alviverde recusou uma proposta para trabalhar em um time do Qatar recebendo um salário três vezes maior que o seu atual.



O treinador português justificou sua negativa dizendo que já visualizava a possibilidade de conquistar títulos no Palmeiras enquanto tinha, no Qatar, um cenário amplamente desconhecido.

"Posso dizer que é de conhecimento público, que eu mal cheguei ao Palmeiras, um mês depois eu tive conhecimento (de uma proposta do Qatar), não adianta falar dos valores, de uma proposta que dava três vezes mais que eu ganho no Palmeiras. Me perguntaram por que eu disse não", disse o técnico em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN Brasil, que será exibido no próximo sábado (20), às 23h.

"Eu já tinha um conhecimento mínimo do clube, dos jogadores. O próprio Luxemburgo já tinha deixado a equipe em condições de disputar tudo. Se aqui eu posso disputar tudo, eu não vou para o outro lado do mundo, sem saber se tenho as mesmas condições, para disputar o quê? Ninguém conhece a equipe", continuou.

Abel Ferreira comentou sobre a pressão de agentes sobre treinadores e jogadores de futebol e disse que orienta seus atletas a valorizarem mais o interesse dos clubes que dos empresários - assim como ele mesmo faz.

"Vou ficar aqui, gosto de estar aqui e essa é a minha ideia. Eu não consigo, um treinador, eu não consigo (dizer): 'Ah, estou aqui e daqui a três anos quero treinar o Barcelona!' E se o Barcelona não me quiser? Se é o Palmeiras que me quer, aí eu vou para aqueles que me querem. Eu gosto de estar onde me querem, não onde o meu agente quer me colocar. (...) É exatamente o que eu digo aos jogadores", ponderou Abel Ferreira.

"Às vezes algum jogador vem falar: 'Professor, ali eu vou ganhar mais, meu agente me ligou, me disse que ali eu vou ganhar mais uma grana'. Eu falo para ele: 'Quem é que te ligou? Foi o treinador ou o teu agente que quer te colocar lá?' 'Não, o treinador me ligou e disse que me queria!' 'Ok, vai!' 'Não, ninguém me ligou do clube, o meu agente que está falando...'", finalizou.

Conteúdo Relacionado

4 Comentário(s)
    Exibir mais comentários
    MAISACESSADAS